Foto: Vinícius Schimdt/Metrópoles

Pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Verde, o Brasiliense recebeu o Goiás, na noite desta quarta-feira (8/3), na Boca do Jacaré. Os primeiros 90 minutos do confronto terminaram com um empate em 0 x 0, em um jogo eletrizante, apesar do placar final.

O resultado deixa tudo aberto para o jogo de volta, que deve acontecer no próximo dia 23, na Serrinha, em Goiânia. Em caso de novo empate, a vaga nas semifinais será decidida nas penalidades.

Ritmo acelerado

O jogo foi aberto do começo ao fim, com a equipe do Goiás precisando nos primeiros minutos, com William Oliveira chutando pela linha de fundo, e Kauan por cima. O Jacaré passou a tomar as ações após os 15 minutos, mas foi somente aos 22’ que a equipe assustou com mais precisão. Tarta, sempre ele na cobrança de falta, carimbou o travessão.

Aos 23’, o Jacaré construiu uma ótima jogada tabelando, até que Zotti ajeitou para Tarta finalizar de fora e parar na defesa de Marcelo Rangel, no cantinho. O Goiás respondia com boas descidas pela direita, e o goleiro Edmar Sucuri começou a se destacar. Aos 25’, William Oliveira bateu à meia altura, para a defesa do camisa 1 do Jacaré. Aos 32’, foi a vez de Kaun finalizar dentro da área e contar com um desvio, mas Sucuri pegou no reflexo.

O último grande lance do primeiro tempo saiu dos pés de Tarta. O volante soltou o pé de fora da área, e Marcelo Rangel fez a defesa de peito com muita dificuldade.

Segundo tempo

No segundo tempo, o Brasiliense chegou logo com dois minutos, no chute de Yuri Mamute dentro da área, que foi desviado para escanteio pelo goleiro, e cresceu no jogo, com a expulsão de Edu, aos oito minuto. Jogando com a vantagem numérica dentro de campo, a equipe do Jacaré criava com muito volume, mas pecava na finalização.

Aos 13’, Tobinha fez uma linda jogada dentro da área e finalizou em cima de Marcelo Rangel. No rebote, Yuri Mamute bateu desequilibrado pelo lado direito. O Goiás respondeu com ajuda de fogo amigo. Aos 18’, Alisson dividiu com Gabriel, que tocou contra e Edmar Sucuri evitou o gol.

O Brasiliense se lançava com mais posse de bola, mas sem organização. O que dificultava as jogadas de ataque e deixava espaços para os contra golpes, só que nenhumas das equipes finalizavam com precisão.

O Jacaré teve ainda uma boa chance aos 30 minutos. No levantamento de Caetano, Zotti cabeceou no canto e Marcelo Rangel jogou para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou para Tarta, que emendou de longe e a bola parou no goleiro esmeraldino. Fim de jogo: 0 x 0 no placar.

BRASILIENSE  0 X 0 GOIÁS

Copa Verde – quarta de final – ida

08/03/2023, 20h – Boca do Jacaré, Taguatinga-DF

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado–TO

A1: Cipriano da Silva Sousa–TO

A2: Fábio Pereira–TO

4º árbitro: Marcelo Rudá-DF

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Caetano, Railon, Keynan (Gabriel) e Goduxo (Diogo Sodré); Tarta, Gabriel Henrique e Zotti; Luquinhas (Daniel Alagoano, depois Kieza), Tobinha e Yuri Mamute

Técnico: Alan George

GOIÁS

Marcelo Rangel; Bruno Santo (Maguinho)s, Heron (Phellipe), Edu e Hugo; Jonny Lucas, William Oliveira e Kauan (Eduardo Thuram); Alison e Gabriel Novaes (Andrey)

Técnico: Guto Ferreira

Cartões amarelos: Edu, William Oliveira, Jhonny Lucas

Cartões vermelhos: Edu

André Gomes/Brasiliense FC