Foto: Vinícius Schimdt/Metrópoles

O Brasiliense encarou o Real Brasília, na tarde deste domingo (26/2), pela sexta rodada da primeira fase do Candangão. Em um jogo de baixo de muito calor, as duas equipes saíram do Estádio Defelê com um empate em 1 x 1, que não afetou a posição na tabela. O Leão segue me primeiro, com 11 pontos, e o Jacaré fica em quarto, com oito. Os gols foram marcados por Uederson, para o time da casa, e Alvinho, ambos na segunda etapa.

A equipe amarela agora vira a chave, e joga pela Copa do Brasil. O adversário será o Athletic-MG, às 20h do próximo dia 1/3, na casa da equipe mineira, a Arena Unimed.

Jogo lento

O sol de 31º que assolava o Defelê impactou no desempenho dos atletas em campo. O jogo foi muito físico no primeiro tempo, e as duas equipes finalizaram apenas duas vezes cada. O Real foi quem chegou primeiro, mas sem conseguir trabalhar bem a bola. Aos 14’, Obina arriscou de fora da área, mas a bola foi no meio e parou na defesa de Edmar Sucuri. Aos 19’, Uederson chegou no canto direito e bateu cruzado no alto e o arqueiro do Jacaré desaviou para lateral.

O Brasiliense também só construiu com chutes de fora, já que a marcação forte dificultava as infiltrações. Aos 38’, Tarta cobrou escanteio que sobrou no pé de Zotti na entrada da área, mas saiu pelo lado esquerdo. Logo depois, aos 41’, novamente Zotti arriscou, mas Wendell ficou com a bola.

Segundo tempo mais agitado

Os 10 primeiros minutos da segunda etapa seguiu a mesma pegada. Jogo concentrado no meio e sem criatividade. Mais uma vez o Real foi quem chegou primeiro. Aos 11’, Matheus Jesus chutou de fora e Edmar Sucuri jogou para escanteio. Na cobrança, Uederson ficou com a sobra e bateu firme para abrir o placar. 1 x 0.

O Jacaré respondeu ao gol logo depois. Aos 13’, Yuri Mamute fez o pivô dentro a área e rolou para Tarta limpar a marcação para chutar e carimbar a trave.

Com o gol, o jogo ganhou mais emoção. Aos 17’, Uederson avançou pela direita, driblou o marcador e bateu por cima do gol. Aos 23’, O Jacaré ganhou uma falta na entrada da área que foi cobrada por Tarta, chutando perto do travessão. Três minutos depois, Tarta levantou na área e Keynan testou por cima.

A equipe do Real só teve mais uma chance no jogo, aos 27 minutos. Lquinhas recebeu entre os zagueiros e chutou por cima da meta. O Jacaré respondeu com o empate, jogando com um há menos, já que Keynan foi expulso aos 36 jogados. Aos 39’, o Brasiliense chegou ao ataque com uma boa tabela até chegar nos pés de Kieza, apara servir Alvinho livre, com o gol aberto, só para escorar e deixar o 1 x 1 no placar.

Com Yuri Mamute, o Jacaré ainda teve duas chances de conquistar a virada, mas tanto a cabeçada quanto o chute do atacante foram para fora.

REAL BRASÍLIA 1 X 1 BRASILIENSE

Candangão 2023 – primeira fase – sexta rodada

26/02/2023, 15h – Estádio Defelê, Vila Planalto-DF

Árbitro: Leandro Almeida

A1: Milton Alves

A2: José Ricardo

4º árbitro: Marco Paulo Faria

REAL BRASÍLIA

Wendell; Caio Mendes, Josué, Hyago (Felipe Mendes) e Gabriel Lima; Obina, Igor Feijão e Guilherme (Luquinhas); Matheus Jesus (Juan), Uederson e Marcos Paulo (Maxwuell)

Técnico: Gerson Ramos

Gols: Uederson (12’ 2T)

Cartões amarelos: Hyago, Uederson, Juan e Josué

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Caetano, Railon, Keynan e Aloísio (Goduxo); Aldo (Gabriel Henrique), Tarta e Zotti (Diogo Sodré); Luquinhas (Alvinho), Tobinha (Kieza) e Yuri Mamute

Técnico: Alan George

Gols: Alvinho (39’ 2T)

Cartões amarelos: Gustavo Henrique

Cartões vermelhos: Keynan

André Gomes/Brasiliense FC