No Defelê, Brasiliense é derrotado pelo Costa Rica – Brasiliensefc.com.br
no-defele-brasiliense-e-derrotado-pelo-costa-rica

No Defelê, Brasiliense é derrotado pelo Costa Rica

no-defele-brasiliense-e-derrotado-pelo-costa-rica

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Jogando na tarde deste sábado (28/5), o Brasiliense recebeu o Costa Rica no Estádio Defelê e acabou sendo derrotado por 2×0 pela equipe sul-mato-grossense, com gols de Diego Bispo e Firmino. Mesmo com o revés, o Jacaré sem mantém na liderança do grupo A5, com 16 pontos.

Na próxima rodada da Série D, o Jacaré volta a campo justamente contra o Costa Rica, mas dessa vez na casa do adversário. O jogo será no domingo (5/6), no Estádio Laertão, às 16h30.

Primeiro tempo

A iniciativa do jogo foi tomada pela equipe visitante, que construiu duas oportunidades e conseguiu sair na frente do marcador. A primeira chance foi aos três minutos, no chute de Bruninho no meio do gol que ficou no encaixe de Edmar Sucuri. Aos seis jogados, Igor cobrou escanteio e Diego Bispo cabeceou para o fundo da rede.

Logo na saída de bola após o gol, o Jacaré respondeu com Tarta chutando por cima da trave. Aos 11’, Zotti levantou a bola na área e Keynan ajeitou para Wallace bater cara a cara com Rodolfo, e o goleiro espalmou para escanteio.

O jogo era bastante disputado dentro de campo, com as equipes propondo um ritmo acelerado e revezando nas chances criadas. Aos 17’, Igor ficou com a sobra de bola no meio campo, carregou e arriscou de fora, mas a bola saiu longe do gol. O Jacaré respondeu aos 19’, com Andrezinho cruzando para Hernane Brocador, livre de marcação, cabecear para fora.

Aos 20’, Rafael Cruz avançou fazendo fila na defesa amarela e chutou no cantinho. Edmar Sucuri fez a defesa cedendo o rebote que ficou com Firmino para finalizar travado na recuperação do goleiro do Jacaré. A resposta do Brasiliense veio aos 23 minutos, com Tarta soltando a bomba em uma cobrança de falta que defesa tirou em cima da linha.

Na reta final do primeiro tempo, o Brasiliense dominou as ações. Aos 32’, Zotti cobrou falta levantando para área com muito perigo, mas Gustavo Henrique e Luquinhas passaram pela bola sem concluir o desvio para o gol que seria fatal. Dois minutos depois, em um contra golpe de quatro contra dois, Daniel Alagoano recebeu pela direita e cruzou rasteiro para Zotti chegar de trás finalizando em cima de Rodolfo, que fez a defesa.

Com 39 minutos, Hernane Brocador ganhou da marcação na base da força, e finalizou de fora. O chute saiu pelo lado esquerdo do gol sem levar perigo ao gol.

Segunda etapa menos agitada

Assim como na primeira etapa, o Costa Rica precisou de dois ataques para fazer o gol. Com menos de um minuto, Ikson (que tinha entrado no intervalo) bateu de fora e Edmar Sucuri caiu para fazer a de defesa espalmando para o lado. No lance seguinte, Bruninho rolou para Firmino, na marca do pênalti, finalizar. O goleiro do Jacaré ainda tocou na bola, mas não evitou o segundo gol do time sul-mato-grossense.

Com a vantagem, o Costa Rica se fechou, e o Brasiliense se lançava, mas não encontrava os espaços para furar o bloqueio. A dinâmica do jogo dificultou a criação de jogadas, e somente três ataques perigosos foram efetivados. Aos 16’, Zotti cobrou escanteio para Gustavo Henrique, que dominou dentro da área e soltou o pé pelo lado esquerdo da linha de fundo. O time visitante respondeu aos 27 minutos, na falta de Ian Prado que parou em na defesa de Edmar Sucuri. A última chance foi do Costa Rica, com Ikson chutando de fora e o arqueiro do Jacaré fazendo a defesa em dois tempos. Fim de jogo: Brasiliense 0x2 Costa Rica.

BRASILIENSE 0 X 2 COSTA RICA

Série D – fase de grupos – sétima rodada

28/05/2022, 20h – Estádio Defelê, Vila Planalto-DF

Árbitro: Elvio Kertelt Legani-PR

A1: Renato Gomes Tolentino-DF

A2: Cássia França-DF

4º árbitro: Leandro Almeida Damas-DF

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Andrezinho, Keynan, Gustavo Henrique e Peu (Goduxo); Wallace (Cabralzinho), Tarta e Zotti (Matheus Barboza); Luquinhas (Romarinho), Daniel Alagoano (Marcão) e Marcão (Hernane Brocador)

Técnico: Celso Teixeira

Gols:

Cartões amarelos: Jonathan Bocão e Tarta

COSTA RICA

Rodolfo; Léo, Diogo Bispo, Rafael e Ian Prado; Douglas Alemão (Leandro Bulhões), João Victor e Igor (Edson Carvalho); Rafael Cruz (Ikson), Bruninho (Nestor Mansur) e Firmino (Everton)

Técnico: Edson Junior

Gols: Diego Bispo (6’ 1T) e Firmino (2’ 2T)

Cartões amarelos: Bruninho, Ian Prado e Everton

André Gomes/Brasiliense FC