Com gol de Hernane Brocador, Brasiliense vence o Operário fora de casa – Brasiliensefc.com.br
com-gol-de-hernane-brocador-brasiliense-vence-o-operario-fora-de-casa

Com gol de Hernane Brocador, Brasiliense vence o Operário fora de casa

com-gol-de-hernane-brocador-brasiliense-vence-o-operario-fora-de-casa

Foto: Edmilson Aguiar/Esp. Metrópoles

Na tarde deste sábado (7/5), o Brasiliense Futebol Clube conquistou mais uma vitória fora de casa e manteve a primeira colocação do grupo A5 da Série D. Jogando no Estádio Dito Souza, o Jacaré fez um primeiro tempo muito equilibrado com o Operário-MT, e não balançou a rede antes do intervalo. Na segunda etapa, a equipe conseguiu ser letal nas primeiras chances que criou e fez 2×0 para carimbar a conquista em Várzea Grande.

Os gols foram marcados por Felipe Alves contra, após desviar a cobrança de escanteio de Tarta, e Hernane Brocador, que balançou a rede pela primeira vez em três jogos com a camisa do Jacaré.

Pela quinta rodada da chave, o Brasiliense joga contra o Ceilândia, no próximo domingo (15/5), às 15h30, no Defelê.

Primeiro tempo disputado

A equipe da casa começou com um jogo de velocidade pelas pontas e construiu sua primeira chance logo com um minuto de bola rolando. Dill arriscou de fora e a defesa do Jacaré desviou. A sobra ficou com Bala na cara do gol, mas Edmar Sucuri saiu para dividir e levou a melhor fazendo a defesa com os pés.

Logo depois, o Operário cobrou um escanteio com Giovanni, que tocou para Bala e recebeu de volta já ajeitada para o chute, que saiu por cima da meta amarela. O Brasiliense entrou no jogo aos oito minutos, utilizando a boa bola parada de Tarta. O meia cobrou uma falta frontal no canto esquerdo e o goleiro Mateus foi na gaveta buscar a bola e jogar para escanteio.

A equipe do Jacaré melhorou no jogo, e passou a tocar mais a bola e imprimir velocidade nas transições. Aos 14’, Luquinhas arrancou do campo de defesa e serviu Daniel Alagoano pela direita, que bateu de primeira no cantinho e Mateus novamente apareceu para evitar o gol.

Controlando mais a bola, o esquadrão amarelo tinha seu jogo fluindo no meio com Zotti e Tarta, que arriscava seus chutes característico de longe. Aos 19 minutos, o camisa 8 soltou o pé de fora e a bola saiu por cima rente ao travessão.

Aos 22’, o Operário criou duas jogadas de muito perigo. A primeira, Dill pegou a sobra de bola e Edmar Sucuri fez a defesa tirando a bola dos pés do atacante. Na sequência, Dill foi acionado pela direita e bateu cruzado, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Novamente com Tarta, o Jacaré chegou ao gol do adversário. Aos 24’, o meia arriscou de fora e Mateus fez a defesa sem ceder o rebote. Aos 34 minutos, Tarta cobrou uma falta ensaiada na lateral da área acionando Zotti de frente para o gol, e o camisa 10 bateu firme, mas o goleiro do Operário mais uma vez ficou com a bola.

O último lance de perigo antes do intervalo saiu foi do time mato-grossense. Aos 43’, Nelsinho buscou o ângulo na cobrança de falta e Sucuri conferiu espalmando para escanteio.

Brasiliense mata o jogo

A segunda etapa demorou a presentear o público com emoções, apesar do ritmo acelerado e disputado no meio campo. O Operário chegou aos 17 minutos, com o Bala, que bateu cruzado e Edmar Sucuri pegou a bola.

Na primeira chance do Jacaré, a equipe abriu o placar. Tarta cobrou escanteio e Felipe Alves desviou contra, tirando qualquer chance de defesa de Mateus.

O aproveitamento do Brasiliense nos dois primeiros ataques foi perfeito. Aos 31’, Goduxo lançou Matheus Barboza que dividiu com a defesa e carimbou a trave. No rebote, Hernane Brocador tocou para marcar seu primeiro jogo com a camisa amarela. 2×0 para o Jacaré.

O final do jogo foi dominado pelo Brasiliense, que chegou mais duas vezes. Aos 36’, Tarta arriscou de longe e Mateus fez a defesa. Dois minutos depois, foi a vez de Goduxo soltar o pé e parar no goleiro do Operário. Fim de jogo: Operário 0x2 Brasiliense.

OPERÁRIO 0 X 2 BRASILIENSE

Série D – fase de grupos – quarta rodada

07/05/2022, 16h – Estádio Dito Souza, Várzea Grande-MT

Árbitro: Gustavo Ervino Bauermann-SC

A1: Adilson Rodrigo dos Santos-MT

A2: Eduardo Teodoro Rodrigues-MT

4º árbitro: Jean Marcel Latorraca-MT

OPERÁRIO

Mateus; Igor, Olívio, Kaique e Izael; Eurico, Nelsinho (Felipe Valdivia) e Giovanni (Felipe Alves); Bala (Amorim), Dill (Romarinho) e Luan

Técnico: Bruno Saymon

Cartões amarelos: Dill, Nelsinho, Luan, Felipe Alves, Olívio e Izael

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Andrezinho, Keynan, Badhuga e Goduxo (Peu); Aldo, Tarta, e Zotti (Cabralzinho), Luquinhas, Daniel Alagoano (Matheus Barboza) e Marcão (Hernane Brocador)

Técnico: Celso Teixeira

Gols: Felipe Alves (25’ 2T, contra) e Hernane Brocador (31’ 2T)

Cartões amarelos: Marcão e Aldo

André Gomes/Brasiliense FC