Brasiliense é derrotado pelo Atlético no primeiro duelo da Copa do Brasil – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-e-derrotado-pelo-atletico-no-primeiro-duelo-da-copa-do-brasil

Brasiliense é derrotado pelo Atlético no primeiro duelo da Copa do Brasil

brasiliense-e-derrotado-pelo-atletico-no-primeiro-duelo-da-copa-do-brasil

Foto: Hanna Gabriela/Esp. Metrópoles

Pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o Brasiliense Futebol Clube foi até Belho Horizonte enfrentar o Atlético na noite desta quarta-feira (20/4). No gramado do Mineirão, o Jacaré não fez um bom primeiro tempo e viu Eduardo Sasha marcar três vezes para entregar a vitória ao time mineiro, que agora tem a vantagem para o jogo de volta entre as equipes.

A partida de volta será no próximo dia 22 de maio, às 19h, no Mané Garrincha. O Brasiliense precisa vencer por uma diferença de mais quatro gols para se classifica. Caso vença por três de diferença a decisão vai para os pênaltis. O Atlético precisa de apenas um empate para se classificar.

O jogo

Apesar do Brasiliense entrar em campo com uma postura ofensiva, a equipe não conseguia chegar ao gol do Atlético-MG, que tocava bola quando tinha a posso e aproveitou bem a primeira oportunidade que criou. Com três minutos de jogo, Vargas escapou pela esquerda e cruzou para a área. Eduardo Sasha bateu travado com a devesa e colocou para o gol. 1×0 Atlético.

Aos oito minutos, Calebe bateu de fora e Edmar Sucuri espalmou para escanteio. Na cobrança, Eduardo Sasha escorou de cabeça o cruzamento e fez o segundo dele no jogo.

O Jacaré tentava controlar a bola, mas não encaixava o último passa para construir uma jogada de perigo. A equipe jogava fechado, dificultado a penetração da equipe do galo, que passou a arriscar de fora. Aos 12’, Allan bateu no meio do gol e Edmar Sucuri fez a defesa. Aos 27, foi a vez de Savarino, que também parou nas mãos do goleiro do Jacaré. Seis minutos depois, Zaracho pegou a sobra de bola e chutou desequilibrado pelo lado esquerdo da linha de fundo.

A última descida do Galo no jogo resultou no terceiro gol da equipe. Dentro da pequena área, Vargas bateu cruzado e Edmar Sucuri fez a defesa. O rebote ficou com Eduardo Sasha, que ajeitou e bateu no ângulo vazio.

Queda de ritmo

Com o 3×0 de vantagem, o Atlético cozinhou o jogo no segundo tempo, controlando a posse e administrando a vantagem. Até os 20 minutos, a equipe só chegou ao gol do Jacaré duas vezes. Na primeira, aos seis minutos, Guilherme Arana fraco a Sucuri encaixou a bola. Na segunda, Savarino dentro da área desviou o cruzamento de Guga e carimbou a trave.

O Jacaré melhorou com a entrada de Bernardo no lugar de Zotti e conseguiu chegar pela primeira vez. Aos 24’, a equipe recebeu uma falta na entrada da área e Bernardo foi para a cobrança, colocando no cantinho e a bola saiu rente e trave. Quatro minutos mais tarde, Erick Daltro chegou na linha de fundo e cruzou travado com a marcação. A bola foi caindo no ângulo e Everson tirou de soco para escanteio.

Aos 30’, o Galo chegou tocando bola até Savarino chegar ao funcho e cruzar rasteiro para Fábio Gomes, que finalizou cara a cara com Edmar Sucuri e o goleiro do Jacaré fez uma excelente defesa com o peito,

A partida se encaminhava para um final sem emoções, com apenas chutes de longe de ambas as equipes sem levar perigo ao gol. Final de jogo: 3×0 Atlético.

ATLÉTICO-MG 3 X 0 BRASILIENSE

Copa do Brasil – terceira fase – jogo de ida

20/04/2022, 19h – Mineirão, Belo Horizonte

Árbitro: Thiago Luis Scarascati-SP

A1: Daniel Luis Marques-SP

A2: Evandro de Melo Lima-SP

4º árbitro: Marco Aurelio Augusto-MG

ATLÉTICO-MG

Everson; Guga, Igor Rabello, Réver e Guilherme Arana (Rubens); Allan (Otávio), Calebe (Sávio) e Zaracho (Castilho); Eduardo Vargas, Savarino e Eduardo Sasha (Fábio Gomes)

Técnico: Antonio Mohamed

Gols: Eduardo Sasha (3’ 1T, 8’ 1T e 40’ 1T)

Cartões amarelos: Castilho

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Andrezinho, Badhuga, Gustavo Henrique e Erick Daltro; Aldo, Railo (Radamés) e Zotti (Bernardo); Luquinhas (Daniel Alagoano), Tobinha (Aloísio) e Marcão (Keynan).

Técnico: Celso Teixeira

André Gomes/Brasiliense FC