Nos pênaltis, Brasiliense vence o Globo e avança na Copa do Brasil – Brasiliensefc.com.br
nos-penaltis-brasiliense-vence-o-globo-e-avanca-na-copa-do-brasil

Nos pênaltis, Brasiliense vence o Globo e avança na Copa do Brasil

nos-penaltis-brasiliense-vence-o-globo-e-avanca-na-copa-do-brasil

Foto: Gabriel Leite/Esp. Metrópoles

Jogando fora de casa, o Estádio Barrettão, o Brasiliense Futebol Clube conquistou a vaga na terceira fase da Copa do Brasil, ao vencer o Globo nos pênaltis por 4×1 na noite desta quarta-feira (16/3). No tempo normal, o jogo terminou em 1×1, e como o regulamento da competição previa, a vaga foi decidida nas penalidades. Tobinha e Eduardo Bahia marcaram para as equipes no segundo tempo.

Nas penalidades, o Brasiliense foi perfeito em suas cobranças, com Aloísio, Aldo, Erick Daltro e Marcão convertendo seus chutes. De baixo das traves, Edmar Sucuri foi gigantesco, e defendeu as duas primeiras batidas, de Adílio e Alessandro. Rômulo fez o dele, mas a classificação foi amarela.

O Brasiliense vai conhecer seu adversário na próxima fase através de sorteio realizado pela CBF, que ainda não teve data divulgada para sua realização. Certo é que o confronto será contra um dos times mais bem posicionados no ranking de clubes.

Primeiro tempo

Com um ritmo quente e acelerado, as duas começaram o jogo trocando passes rápidos, rodando a bola, mas sempre esbarrando na marcação encaixotada pelas defesas. A primeira finalização para cada lado foi com chutes por cima da meta. Aos três minutos, Aldo bateu de fora sem muito equilíbrio e a bola foi isolada. O Globo respondeu no minuto seguinte, com Hítalo de fora com uma batida que levou um pouco mais de perigo.

O estilo de jogo adotado mostrava um jogo de imposição dos dois lados, mas com poucas finalizações. O Globo só foi chegar novamente aos 17 minutos. Em cobrança de escanteio de Hiltinho, a bola sobrou para Rômulo que de frente para o gol acertou o travessão.

Também na bola parada, o Jacaré respondeu aos 22 minutos. Zotti levantou a bola para a área e Railon subiu no alto e cabeceou bem para o chão, mas Iago Hass se jogou para fazer a defesa.

Aos 32’, o Brasiliense teve a última chance de gol da primeira etapa, e novamente na bola aérea. Luquinhas cobrou falta com um chuveirinho pela direita e Gustavo Henrique, travando com a defesa, cabeceou por cima.

Jacaré melhor

A segunda etapa foi de pura pressão do Brasiliense no início. Com dois minutos, Goduxo avançou pela esquerda brigando com a marcação e bateu no ângulo, para a defesa de Iago Hass que espalmou para escanteio. Aos cinco minutos, Zotti dominou no circulo central e arriscou, mas a bola saiu muito por cima.

Aos sete minutos, Aldo fez um excelente lançamento explorando a velocidade de Tobinha. O atacante invadiu a área, girou em cima da marcação e bateu entre as pernas do goleiro para abrir o placar. 1×0 Jacaré.

Quatro minutos mais tarde, novamente Tobinha levou perigo ao gol do Globo. Avançando em velocidade pela direita, o camisa 22 soltou o pé e Iago Hass fez a defesa de soco.

O Globo só chegou aos 17 minutos. Anderson recebeu dentro da área e fuzilou no cantinho, mas Edmar Sucuri caiu bem para buscar a bola e jogar para escanteio.

Globo iguala o marcador

A equipe da casa chegou ao empate em sua melhor jogada no jogo, a bola parada. Aos 22’, Hiltinho bateu escanteio na cabeça de Eduardo Bahia, que subiu e empurrou para o gol. 1×1 no placar.

O jogo era aberto, mesmo com poucas chances para mudar o placar. Aos 41’, Aloísio experimentou de fora um chute venenoso e Iago Hass teve dificuldades para fazer a defesa espalmando para frente. O Globo respondeu dois minutos depois. Escanteio cobrado para a área e Ramon pegou a sobra de puxeta, mas a bola foi em cima de Edmar Sucuri que caiu encaixando o chute.

Com as equipes buscando o gol da vitória sem organização, o jogo correu sem finalizações até o apito de Rafael Martins de Sá, que decretou a decisão da vaga nas cobranças de pênalti.

Pênaltis

O Jacaré teve um aproveitamento perfeito. Aloísio, Aldo, Erick Daltro e Marcão balançaram a rede. Se nas batidas os jogadores brilharam, Edmar Sucuri foi fundamental para a vitória amarela. O goleiro pegou os dois primeiros pênaltis, nas batidas de Adílio e Alessandro. Rômulo converteu sua cobrança, mas não foi o suficiente, e o Jacaré carimbou a vaga na terceira fase da competição.

GLOBO 1 X 1 BRASILIENSE (1 x 4 pênaltis)

Copa do Brasil – Segunda fase

16/03/2022, 20h30 – Estádio Barrettão, Ceará-Mirin-RN

Árbitro: Rafael Martins de Sá-RJ

A1: Daniel de Oliveira Alves Pereira-RJ

A2: Thiago Gomes Magalhães-RJ

4º árbitro: Tarcísio Flores da Silva-RN

GLOBO

Iago Hass; Alessandro, Mael, Eduardo Bahia e Fernando; Ramon, Hítalo e Hiltinho; Nino (Adílio), Anderson (João Aleluia) e Rômulo.

Técnico: Joelson Marcelino

Gols: Eduardo Bahia (22’ 2T)

Cartões amarelos: Eduardo Bahia, Ramon, Fernando

Cartões vermelhos: Hítalo

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Andrezinho, Badhuga, Gustavo Henrique e Goduxo; Aldo, Railon (Preto Costa) e Zotti (Aloísio); Tobinha (Erick Daltro), Luquinhas (Daniel Alagoano) e Marcão.

Técnico: Celso Teixeira

Gols: Tobinha (7’ 2T)

Cartões vermelhos: Goduxo

André Gomes/Brasiliense FC