Cumprindo tabela no Candnagão, Brasiliense é derrotado pelo Capital – Brasiliensefc.com.br
cumprindo-tabela-no-candnagao-brasiliense-e-derrotado-pelo-capital

Cumprindo tabela no Candnagão, Brasiliense é derrotado pelo Capital

cumprindo-tabela-no-candnagao-brasiliense-e-derrotado-pelo-capital

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Já classificado para a final do Candangão, o Brasiliense Futebol Clube entrou no campo do Abadião na tarde deste domingo (27/3) para cumprir tabela contra o Capital. Para a equipe da Coruja, a partida valia a terceira posição do quadrangular semifinal, e com gol solitário de Leozynho, a equipe bateu o Jacaré.

O Capital chegou a seis pontos, e confirmou a terceira colocação no Candangão. Já o Jacaré estacionou nos 10 pontos, e está na segunda posição. O Brasiliense agora volta a campo na próxima quarta-feira (30/3), às 15h30, no Abadião. O adversário será o Ceilândia, no fechamento do quadrangular semifinal.

Primeiro tempo

As equipes começaram o jogo com muita dificuldade para construir jogadas. O Capital controlava a posse de bola e buscava chegar pelo lado direito. Já o Brasiliense explorava a velocidade de Tobinha, e foi assim que a equipe checou aos oito minutos. O atacante foi lançado às costas da marcação e invadiu a área, mas se desequilibrou na hora do chute. Sem potência, a finalização parou nas mãos de Léo Rodrigues.

O Capital foi cozinhando o jogo tentando encontrar espaços sem sucesso, e os tiros de fora foram a arma adotada para chegar nas duas primeiras vezes. Aos 21’, Leozynho arriscou a bola se perdeu pela linha de fundo. No minuto seguinte foi a vez de Wallacer, que isolou o chute sem levar muito perigo.

Aos 28’, a equipe da Coruja cobrou escanteio com Wallacer e a defesa do Jacaré afastou mal. Leozynho ficou com a sobre dentro a área, limpou a marcação e bateu cruzado no canto direito para abrir o placar. 1×0.

O gol ligou o Jacaré no jogo, e deixou a partida mais animada. Aos 33’, Bernardo cobrou uma falta frontal direto para o gol, mas a bola foi no meio e Léo Rodrigues encaixou. A Coruja respondeu aos 37 minutos. Romarinho recebeu pela esquerda e bateu forte cruzado, mas Edmar Sucuri caiu e fez a defesa sem ceder o rebote. Um minuto mais tarde, Bruno Nunes tabelou com Bernardo e fuzilou de fora, e mais uma vez o goleiro do Capital apareceu bem para bloquear o chute.

Aos 41’, novamente avançando pela direita com Leozynho, o Capital quase chegou ao segundo gol. O camisa 11 chegou ao fundo e tocou para Rafael Grampola sozinho na cara do gol, que tocou no canto e Edmar Sucuri se esticou para fazer uma excelente defesa.

O Jacaré teve sua última chance na primeira etapa aos 43 minutos. Aloísio ganhou trombando com a marcação e bateu cruzado pelo lado esquerdo do gol. Aos 46’, foi a vez da Coruja chegar ao seu último ataque. Após o levantamento de Wallacer, Sandy desviou de cabeça e a bola saiu raspando a trave.

Segundo tempo

A segunda etapa foi movida por um ritmo cadenciado do Capital que administrava o placar. Apesar disso, foi o Brasiliense que ameaçou primeiro. Aos cinco minutos, Daniel Alagoano, que fazia sua primeira jogada após entra no lugar de Aloísio, tentou cruzar e Wallace desviou contra o próprio gol e Léo Rodrigues teve que se esticar para evitar o empate.

Após o lance, as poucas chances saíram do lado azul. Com 18 minutos, Leozynho ganhou em velocidade amais uma vez, invadiu a área e bateu a maia altura para defesa de Edmar Sucuri. Aos 28’, Sandy foi ganhando da marcação aos trancos e barrancos até chegar na linha de fundo e bater por cima de Edmar Sucuri. Goduxo tirou bola em cima da linha com um chute para frente.

O time do Capital pressionava e via Edmar Sucuri se tronar peça fundamental na partida. Aos 30’, Roberto Pítio bateu cruzado e o goleiro do Jacaré fez a defesa e Lúcio completou afastando a bola.

Buscando o empate, o Jacaré construiu duas chances antes do apito final. Aos 34’, após uma cobrança de escanteio pela direita, Matheus Barboza desviou e a bola saiu por cima do gol. Cinco minutos depois, Peninha carregou pelo meio e arriscou de fora, mas a bola desviou na defesa e Léo Rodrigues ficou com ela.

O último lance do jogo foi um ataque da Coruja. Judson percebeu Edmar Sucuri adiantando e bateu de cavadinha, mas o arqueiro se recuperou e jogou a bola para escanteio com um tapinha. Com o placar de 1×0, o Capital garantiu o terceiro lugar no quadrangular.

BRASILIENSE 0  X 1 CAPITAL

Candangão – Quadrangular semifinal – Quinta rodada

27/03/2022, 16h – Abadião, Ceilândia-DF

Árbitro: Maguielson Lima

A1: Leila Cruz

A2: David Santana

4º árbitro: Allysson Souza

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Ferrugem, Keynan, Preto Costa e Erick Daltro (Goduxo); Lúcio, Peu (João Torres), Bernardo (Peninha) e Aloísio (Daniel Alagoano); Tobinha (Matheus Barboza) e Bruno Nunes.

Técnico: Celso Teixeira

Cartões amarelo: Erick Daltro, Lúcio, Edmar Sucuri, Ferrugem

CAPITAL

Léo Rodrigues; Gabriel, Artur, Juan Pablo e Romarinho (Felipe Assis); Wallace, Sandy (Pedrinho), Geovane e Wallacer (Felipe Clemente); Leozynho (Roberto Pítio) e Rafael Grampola (Judson).

Técnico: Edson Porto

Gols: Leozynho (29’ 1T)

Cartões amarelos: Juan Pablo, Artur, Gabriel, Felipe Clemente, Sandy

André Gomes/Brasiliense FC