No duelo de reservas, Brasiliense bate o Ceilândia por 1×0 – Brasiliensefc.com.br
no-duelo-de-reservas-brasiliense-bate-o-ceilandia-por-10

No duelo de reservas, Brasiliense bate o Ceilândia por 1×0

no-duelo-de-reservas-brasiliense-bate-o-ceilandia-por-10

Foto: Igo Estrela/Metrópoles

No fechamento do quadrangular semifinal do Candangão, Brasiliense e Ceilândia, as duas equipes já classificadas para para a decisão, se enfrentaram na tarde desta quarta-feira (30/3), no Estádio Abadião. As duas equipes entraram com o time reserva, poupando para a final, e os suplentes do Jacaré aproveitaram a oportunidade. Com gol de Bruno Nunes, o esquadrão amarelo venceu por 1×0 e fechou a fase como líder.

O primeiro jogo da decisão será no próximo sábado (2/4). As equipes entram em campo às 16h, no Abadião.

O jogo

Mesmo com um clima amistoso com times alternativos em campo, os atletas das duas equipes queriam mostrar seu futebol e firmar a briga pela vaga no time principal. O Brasiliense começou marcando pressão e abriu o placar aos seis minutos de jogo. Bruno Nunes escorou de cabeça o cruzamento de Daniel Alagoano, o goleiro Léo Unamuzaga ainda tocou na bola antes dela desviar na trave e morrer no fundo do gol. 1×0 Jacaré já no começo da parida.

O Ceilândia não demorou para responder. Dois minutos após o gol, Gleissinho arriscou de fora, mas Artur fez a defesa sem dificuldades. Aos 10’, o Jacaré recebeu uma falta frontal na entrada da área, que foi cobrada por Bernardo por cima da meta.

Com o resultado positivo, o Jacaré tirou o pé e cadenciou o jogo, o que fez o Ceilândia chegar novamente só aos 27 minutos. Crystian fez uma bela jogada dentro da área e levantou para Mirandinha pegar de puxeta por cima com muito perigo.

A equipe do Brasiliense teve mais duas boas chances de fazer o 2×0 antes do intervalo, mas acabou desperdiçado. Aos 39’, Aloísio cruzou e Keyan finalizou travado com Gleissinho, que desviou para escanteio. Depois, aos 43 minutos, Bernardo recebeu em velocidade pelo bateu pelo lado direto do gol, mas sem grandes preocupações para Léo Unamuzaga.

Segundo tempo

A equipe do Ceilândia voltou para a segunda etapa já levando perigou ao gol do Jacaré. Aos três minutos, Dogão levantou para a área e Fernando Gomes testou no travessão. Após o lance, o jogo seguiu sem emoção com as equipes sem arriscar.

O torcedor no presente no Abadião só foi presenciar uma nova jogada de perigo aos 22 minutos. Bernardo cobrou escanteio na cabeça de Keynan e Léo Unamuzaga se esticou para evitar o segundo do Jacaré. No minuto seguinte, Fernandinho arriscou de fora um chute fraco que parou na simples defesa de Artur.

O Jacaré chegou com mais dois chutes de fora, com Bernardo cobrando falta aos 30 minutos e Matheus Silva arriscando do meio campo aos 32’, mas os chutes não levaram perigo e o placar de 1×0 permaneceu até o a apito final.

CEILÂNDIA 0 X 1 BRASILIENSE

Candangão – Quadrangular semifinal – Sexta rodada

30/03/2022, 15h30 – Abadião, Ceilândia-DF

Árbitro: Felipe Barbosa

A1: Marconi Souza

A2: Christofer Souza

4º árbitro: Pedro Copatt

CEILÂNDIA

Léo Unamuzaga; Douglas Rato, João Afonso, Fernando Gomes e Gleissinho (China); Werick, Gioavi Junio (Hericlis), Otávio (Fernandinho); Crystian (Dogão), Mirandinha (Hywri) e Romário

Técnico: Adelson de Almeida

Cartões amarelos: Dogão e Werick

BRASILIENSE

Artur; Dudu, Keynan, Preto Costa e Erick Daltro; Railon (João Torres), Ferrugem (Coquinho), Bernardo e Aloísio (Peninha); Daniel Alagoano (Samuel) e Bruno Nunes (Matheus Silva)

Técnico: Celso Teixeira

Gols: Bruno Nunes (6’ 1T)

Cartões amarelo: Dudu

André Gomes/Brasiliense FC