Brasiliense é derrotado pelo Brasília dentro do Mané Garrincha – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-e-derrotado-pelo-brasilia-dentro-do-mane-garrincha

Brasiliense é derrotado pelo Brasília dentro do Mané Garrincha

brasiliense-e-derrotado-pelo-brasilia-dentro-do-mane-garrincha

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

No Mané Garrincha, o Brasiliense Futebol Clube visitou o Brasília na tarde desta quarta-feira (2/2), pela quarta rodada da primeira fase do Candangão 2022. Em uma partida muito equilibrada, o Jacaré acabou sendo derrotado por 2×1, e se mantém com seis pontos ganhos na competição. Os gols do Colorado foram marcados por Leandro Aguiar e Ian Carlos. Kesley descontou para a equipe amarela, que ainda teve um pênalti desperdiçado por Aloísio.

Na quinta rodada, o Brasiliense recebe o Luziânia, no próximo domingo (6/2), às 10h30, no Estádio Abadião.

Bom início amarelo

Com uma postura ofensiva desde o primeiro toque na bola, o Brasiliense já assustou o gol colorado com menos de um minuto de jogo. Badhuga roubou a bola e armou um contra golpe achando Andrezinho pela direita, que avançou bem e levantou para a área. O próprio Badhuga arrancou da defesa para chegar como elemento surpresa e cabecear por cima.

Após a boa chegada, o jogo tomou um ritmo pegado e disputado no meio campo, com a duas equipes marcando forte. O Jacaré só conseguiu criar novamente aos 13 minutos de jogo. Bernardo bateu uma falta pela direita e o goleiro Roger saiu de soco afastando mal. A bola sobrou pra Luquinhas, que bateu marcado e bola sobrou para Aldo cabecear e carimbar o travessão. Na sequência, Roger fez a defesa se recuperando no lance.

Com a equipe do Brasília toda fechada, o maio campo amarelo viu brechas para arriscar os chutes de fora. Aos 16’, Aldo abriu espaço e soltou o pé, mas o chute foi muito no meio, e Roger fez a defesa. Na reposição, Bernardo recuperou a bola, invadiu a área e tentou bater colocado, mas Tairone desviou a batida para escanteio.

Brasília iguala o jogo

A primeira metade foi de domínio amarelo, mas os minutos finais o Brasília conseguiu equilibrar o jogo. Aos 30’, Ian Carlos recebeu em velocidade pela direita e bateu cruzado uma bola que passou na frente do gol e saiu pela linha de fundo. Dois minutos depois, novamente Ian Carlos dominou na entrada da área e finalizou com muito perigo, mas Aldo desviou.

A equipe colorada também encontrava dificuldade para entrar na defesa do Jacaré, e os chutes de eram as armas encontradas para chegar ao gol. Aos 36’, Lucas Perdomo arrancou do meio campo em velocidade, carregou a bola até a entrada da área e bateu um pouco desequilibrado, e a bola se perdeu pela linha de fundo sem levar perigo. Aos 43’, foi a vez de Leandro Aguiar arriscar, mas também viu a bola sair sem perigo.

Aos 48’, o Brasília recebeu uma falta na entrada da área. Leandro Aguiar foi para a cobrança e colocou a bola na rede, anotando 1×0 para o Brasília.

Segundo tempo corrido

Ao contrário do jogo de contato da primeira etapa, a velocidade tomou a tônica da partida no segundo tempo. O Jacaré fez três substituições que deu mais dinâmica na equipe. Kesley, Tiago Luis e Aloísio entraram nos lugares Bernardo, Matheus Silva e Radamés, respectivamente.

Aos 46 segundos, Luquinhas invadiu a área com habilidade e foi derrubado por Matheus Rocha. Marcello Rudá não teve dúvidas e marcou a penalidade. Aloísio bateu no canto esquerdo do gol e Roger caiu para fazer a defesa. No rebote, Tiago Luis pegou de primeira e isolou.

O Brasília sentiu o momento e se lançou ao ataque. Com três minutos, Ian Carlos invadiu a área e bateu travado com a marcação. Aos nove jogados, Leandro Aguiar dominou na entrada da área, limpou a marcação e bateu firmar, mas para fora.

A equipe do Jacaré fez mais uma substituição que deu muita dinâmica a equipe. Daniel Alagoano entrou no lugar de Luquinhas, e logo na sua primeira participação, cruzou para o meio da área, e Kesley finalizou por cima. No minuto seguinte, Alagoano novamente levantou para a área e encontrou Marcão, que rolou para Kesley pegar de primeira no cantinho e empatar o jogo. 1×1 no placar.

O Jacaré foi para frente após o gol. Aos 21’, Tiago Luis viu o canto direto do gol colorado aberto e bateu de fora. A bola saiu rente a trave.

Aos 24’, o Brasília chegou mais uma vez. Titico arriscou de longe, o goleiro Edmar Sucuri deu rebote e Ian Carlos chegou para conferir e empurrar para o gol. 2×1 para o Brasília.

A equipe colorada se fechou, e o Brasiliense foi para cima em busca do empate. Aos 29’, Marcão cruzou na marca do pênalti e Daniel Alagoano pegou de primeira. Roger tocou na bola antes de carimbar a trave. Aos 33’, Kesley recebeu de frente para o gol, mas acabou finalizando por cima da meta.

O final do jogo foi de toda pressão do Jacaré. Aos 40’, Tiago Luis pegou a bola para uma cobrança de falta frontal, mas acabou batendo por cima. Com 48 no relógio, Andrezinho descolou um cruzamento perfeito para Daniel Alagoano, que também mandou por cima do gol. Um minuto depois, Aloísio também foi mais um a arriscar de fora, mas isolou a bola. O Jacaré ainda tentou construir mais antes do apito final, mas as jogadas não fluíram e o 2×1 se manteve no placar.

BRASÍLIA 2 X 1 BRASILIENSE

Candangão – Primeira fase – Primeira rodada

02/02/2022, 15h30 – Estádio Mané Garrincha, Brasília-DF

Árbitro: Marcello Rudá

A1: Renato Tolentino

A2: Christofer Valeriano

4º árbitro: Pedro Carlos Copatt

BRASÍLIA

Roger; Adilson, Tairone, Vinicius Machado e Matheus Rocha; Dadinho, Jhonson, Lucas Perdomo (Titico) e William (Lucas Victor); Ian Carlos (Obina) e Leandro Aguiar.

Técnico: Luiz Carlos Souza

Gols: Leandro Aguiar (48’ 1T) e Ian Carlos (28’ 2T)

BRASILIENSE

Sucuri; Andrezinho, Badhuga, Railon e Goduxo (Peu); Radamés (Aloísio), Aldo e Bernardo (Kesley); Matheus Silva (Tiago Luis) e Luquinhas (Daniel Alagoano) e Marcão.

Técnico: Reinaldo Gueldini

Gols: Kesley (18’ 2T)

Cartões amarelos: Luquinhas e Andrezinho

André Gomes/Brasiliense FC