Brasiliense goleia o Luziânia pelo Candangão – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-goleia-o-luziania-pelo-candangao

Brasiliense goleia o Luziânia pelo Candangão

brasiliense-goleia-o-luziania-pelo-candangao

Foto: Gustavo Moreno/Metrópoles

Jogando no Estádio Abadião, o Brasiliense Futebol Clube goleou o Luziânia, na manhã deste domingo (6/2), e assumiu a terceira colocação na tabela de classificação do Candangão. Dominado a Igerjinha, o Jacaré fez 4×1, mas o placar poderia ter sido mais elástico. Marcão (duas vezes), Luquinhas e Aloísio marcam para a equipe amarela. Badhuga fez contra para o time goiano.

Com nove pontos somados, o Jacaré vai agora para Unaí, encarar a equipe mineira na próxima quarta-feira (9/2) às 15h30, no Estádio Urbano Adjunto.

Domínio do Jacaré

Com muita intensidade ofensiva, o Jacaré começou tomando as ações do jogo e empurrando a equipe do Luziânia na defesa. Com apenas um minuto de jogo, o Brasiliense chegou pela primeira vez. Tiago Luis cobrou encadeio na cabeça de Marcão, que mandou por cima do gol. Logo depois, aos três minutos, em um tiro de meta cobrado por Fernandes, a defesa da Igrejinha falou ao afastar e a bola ficou com Luquinhas. O atacante limpou a marcação e bateu firme. Gabriel Zocante se esticou e fez defesa.

Aos oito minutos, Aloísio pegou a sobra de bola dentro da área e emendou de primeira. Lucas Silveira de cabeça tirou a bola quase em cima da linha. Na sequência, o Luziânia respondeu. Pelezinho foi lançado em velocidade pela esquerda, invadiu a área e bateu rasteiro. Fernandes fez a defesa com os pés cedendo o escanteio.

A chegada do Luziânia não assustou a equipe do Jacaré, que seguiu em cima em busca do gol. Com 16 jogados, Tiago Luis dominou a intermediaria e arriscou de longe, acertando o travessão. Dois minutos depois, Aloísio levantou para a área e Luquinhas pegou de voleio, mas a bola foi para a linha de fundo.

A pressão amarela resultou em gol aos 19 minutos, em uma ótima jogada. Tiago Luis de cavadinha achou Marcão na cara do gol, que deu só um toquinho por cima do goleiro para abrir o placar.

Aos 22’, Aldo cruzou para Marcão, que dominou no peito e emendou um voleio, que parou na defesa de Gabriel Zocante. Na cobrança de escanteio, Badhuga cabeceou, Gabriel deu rebote e Luquinhas pegou a sobra para ampliar a vantagem. 2×0 para o Jacaré.

Com o gol, todo o time do Jacaré fiou ainda mais solto no jogo, e o meia Aloísio começou a arriscar os chutes de longe. No primeiro, aos 39’, o chute saiu longe do gol. Em seguida, o meia exigiu de Gabriel Zocante, que fez a defesa de mão trocada. Aos 40’, depois de uma bate rebate na área, a bola sobrou pra Aloísio, que dessa vez, com o gol aberto, acertou o alvo e balançou a rede anotando o terceiro.

O Luziânia ainda consegiu sua segunda finalização antes do apito. Aos 43’, em uma jogada trabalhada, Lucas Silveira foi servida na entrada da área e arriscou o chute, mas a bola saiu sem levar perigo ao gol amarelo.

Segundo tempo

O Brasiliense voltou com a mesma pegada, mas que finalizou primeiro foi a Igrejinha. Aos três minutos, Neto arriscou do meio campo, mas o chute saiu muito por cima.

Quando o Brasiliense encaixou um ataque, o quarto gol saiu. Aos sete minutos, Daniel Alagoano escapou pela direita e cruzou para Marcão se antecipar a marcação e estufar a rede. 4×0. Com o gol, Marcão chegou a quatro marcados no Candangão e divide a artilharia da competição ao lado de Watthimen, do Santa Maria.

O time do Luziânia não se abalou com o gol, e se lançou ao ataque. Aos 11’, Coquinho recuou mal e a bola sobrou para Chica, que bateu cara a cara com Fernandes, mas o arqueiro do Jacaré conseguiu mandar para escanteio. Na cobrança, Lucas Silveira cabeceou, Fernandes deu rebote e após uma confusão, a bola saiu lentamente tirando tinta da trave.

Aos 27’, em uma ótima tabelinha, Daniel Alagoano recebeu dentro da área, girou e bateu firme, mas Gabriel Zocante caiu seguro para fazer a defesa. Dois minutos depois, Peninha acionou Kesley pela direita, que bateu cruzando buscando Marcão, mas Gabriel com o pé interceptou evitando o que seria o terceiro gol do centro avante no jogo.

Com 35 minutos, Peninha sentiu a panturrilha e teve que deixar o campo. Como o Jacaré já havia efetuado as cinco substituições, a equipe terminou o jogo com 10 jogadores. Embora a desvantagem, o Brasiliense se manteve em cima. Aos 39’, Marcão cabeceou e Gabriel defendeu.

O Luziânia chegou ao seu gol de honra, aos 41 minutos. Badhus desviou contra um cruzamento que veio da direita, a bola ainda bateu na trave antes de entrar no gol e decretar o placar final do jogo. 4×1 para o Jacaré.

BRASILIENSE 4 X 1 LUZIÂNIA

Candangão – Primeira fase – Quinta rodada

06/02/2022, 10h30 – Estádio Abadião, Ceilândia-DF

Árbitro: Matheus Moraes

A1: Kleber Alves

A2: Marconi Souza

4º árbitro: Francisco Diego

BRASILIENSE

Fernandes; Jonathan Bocão (Coquinho), Badhuga, Preto Costa (Railon) e Goduxo; Aldo, Aloísio (Peninha) e Tiago Luis (João Torres); Daniel Alagoano e Luquinhas (Kesley) e Marcão.

Técnico: Reinaldo Gueldini

Gols: Marcão (19’ 1T e 7’ 2T), Luquinhas (22’ 1T), Aloísio (40’ 1T)

Cartões amarelos: João Torres, Marcão, Coquinho e Aldo

LUZIÂNIA

Gabriel Zocante; André Luis (Gerson Brenner), Cristiano Moraes (Samuel), Gustavo Melo e Ronalty José; Lucas Silveira, Neto (Christian) e Lila; André Junior (Bruno Alemão), Pelezinho e China.

Técnico: Bruno Monteiro

Gols: Badhuga (41’ 2T, contra)

Cartões amarelos: Pelezinho, Gabriel Zocante, Samuel, Bruno Alemão e Lila

Cartões vermelhos: Bruno Monteiro

André Gomes/Brasiliense FC