Com show de Luquinhas, Brasiliense vence o Jaraguá – Brasiliensefc.com.br
com-show-de-luquinhas-brasiliense-vence-o-jaragua

Com show de Luquinhas, Brasiliense vence o Jaraguá

com-show-de-luquinhas-brasiliense-vence-o-jaragua

Foto: Gustavo Moreno/Esp. Metrópoles

Na tarde deste sábado (24/7), O Brasiliense Futebol Clube assumiu a vice-liderança do Grupo A5 da Série D, ao bater o Jaraguá por 3×0, na Boca do Jacaré. Os três gols da partida foram marcados por Luqiunhas, que entrou no segundo tempo e mudou a cara de um jogo que foi sem grandes emoções na primeira etapa.

Agora com 14 pontos e só atrás do Goianésia na tabela (que tem 16 pontos), o Jacaré vai até Aparecida de Goiânia no próximo sábado (31/7), para encarar a Aparecidense, às 16h, no Estádio Anibal Batista.

Primeiro tempo parado

Os seguidos erros de passe foram a tônica do jogo pelos dois lados. O Jaraguá buscava os contra-ataques rápidos, e o Jacaré tentava chegar com triangulações, mas a primeira etapa foi de poucas emoções. A primeira finalização a gol saiu aos 11 minutos. Tobinha fez uma bela jogada individual pela esquerda e serviu Zé Love com um passe entre a defesa. O artilheiro do amor dominou e bateu firme em cima do goleiro Félix.

Com o jogo morno, mas com domínio do Brasiliense, o arqueiro do Jaraguá só voltou a trabalhar aos 40 minutos. Em uma falta ensaia, Alan Mieiro rolou para Zotti, que bateu rasteiro e Félix caiu no canto para fazer a defesa.

Luquinhas resolve o jogo

Vilson Tadei voltou para a segunda etapa com uma formação diferente. Milton Júnior e Alan Mineiro saíram para as entradas de Luquinhas e Didira, e a cara do jogo mudo. Logo aos quatro minutos, Tobinha recebeu na entrada da área com liberdade para finalizar, mas o chute saiu fraco e Félix fez a defesa sem grandes dificuldades.

Aos 16’, em um bate rebate dentro da área, a bola sobrou para Didiria na cara do gol, mas o meia finalizou desequilibrado em cima de Félix. A equipe do Jaraguá chegou com perigo pela primeira vez no jogo aos 20 minutos. Em uma boa inversão de bola, Caio recebeu sozinho na ponta direita, mas finalizou muito por cima do gol. Dois minutos depois, foi a vez de Luquinhas receber na estrada da área e isolar o chute.

O zero saiu do placar com um golaço de Luquinhas. Aos 25’, Diogo fez o levantamento para a área e a defesa afastou mal. Na sobra, o atacante pegou um meio voleio e marcou o primeiro da partida.

Luquinhas entrou no jogo para decidir. Aos 32’, em mais um vacilo da defesa goiana que tocou a bola para trás, o camisa 11 nominou na cara do gol e bateu forte, sem chances de defesa para Félix.

Aos 36’, Tobinha foi derrubado por Eduardo dentro da área, e a penalidade foi marcada. Cheio de confiança, Luquinhas foi para a bola e bateu rasteirinho no canto para anotar o terceiro dele e do Jacaré no jogo.

Já nos acréscimos, o Jacaré teve mais três chances de repetir o placar do primeiro turno nos chutes de Sandy e Aldo; e na cabeçada de Lídio, mas o 3×0 foi o resultado final.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 3 X 0 JARAGUÁ

Série D 2021 – Fase de grupos – oitava rodada

24/07/2021, 15h – Boca do Jacaré, Taguatinga-DF

Árbitro: Daniel Alejandro Hidalgo Blanco-RR

Assistente 1: Lucas Guerra-DF

Assistente 2: Renato Tolentino-DF

Quarto Árbitro: Luiz Paulo Aniceto-DF

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Diogo, Badhuga, Lídio e W. Balotelli, Aldo, Milton Júnior (Luquinhas), Zotti (Sandy) e Alan Mineiro (Didira); Tobinha (Victor Rangel) e Zé Love (Daniel Alagoano)

Técnico: Vilson Tadei

Gols: Luquinhas (25’ 2T, 32’ 2T e 38’ 2T, pênalti)

Cartões amarelos: Zé Love, Lídio, Milton Júnior, Tobinha, Victor Rangel

JARAGUÁ

Félix; Thiago Pina, Vinicius, Café e Robinho; Irlan, Xavier e Felipe Tavares (Nunes); Ronaldinho (Wilker), Nilsinho e Caio (Eduardo)

Técnico: Edson Júnior

Cartões amarelos: Vinicius, Irlan, Robinho

Cartões vermelhos: Robinho

André Gomes/Brasiliense FC