Brasiliense fica no zero no clássico contra o Gama – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-fica-no-zero-no-classico-contra-o-gama

Brasiliense fica no zero no clássico contra o Gama

brasiliense-fica-no-zero-no-classico-contra-o-gama

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Na Boca do Jacaré, o Brasiliense Futebol Clube e o Gama fizeram na tarde deste sábado (3/7) e 68ª edição do clássico mais popular do futebol candango.  O jogo válido pela quinta rodada do Grupo A5 da Série D foi estudado e aberto, mas o zero não saiu do placar e o resultado final foi o empate, que não acontecia na história do confronto desde o segundo jogo da final do Candangão 2019, quando as equipes ficaram no 2×2.

O resultado colocou momentaneamente o Brasiliense na vice liderança do grupo, com oito pontos. O Gama subiu para a sexta colocação, com cinco somados. O esquadrão amarelo volta a campo no próximo sábado (10/7), contra a Aparecidense, às 15h, na Boca do Jacaré.

Jogo equilibrado

Com a importância que a vitória para as duas equipes, um jogo tático e estudado ditou o ritmo no começo do primeiro tempo. Pouco se crivava a as oportunidades não surgiam com chances claras de gol. O Gama tentou com os chutes de fora de Wendel, aos sete minutos, e Hugo Almeida, aos nove. O Jacaré respondeu com uma cabeçada fraca de Gustavo Henrique, aos oito jogados, e em um chute cruzado de Alan Mineiro, aos 11’.

O primeiro grande ataque da partida aconteceu aos 16 minutos. Luquinhas avançou driblado pela esquerda, carregou até e linha de fundo e cruzou para Maicon Assis, que foi travado por Wallace no momento exato de escorar para o gol.

A equipe do Gama respondeu bem, aos 21’. Germano bateu cruzado e a bola encontrou Hugo Almeida sozinho na segunda trave, mas o camisa 9 do Periquito errou a finalização e mandou pela linha de fundo.

Com um jogo de muita marcação, o Brasiliense conseguir chegar apenas mais duas vezes antes do intervalo. Aos 31’, Luquinhas recebeu a bola nas costas da marcação e bateu rasteiro no canto, mas Douglas caiu com segurança para fazer a defesa. Seis minutos depois, Alan Mineiro arriscou de fora e tirou tinta da trave alviverde.

Brasiliense pressiona, mas o empate persiste

A segunda etapa iniciou no mesmo ritmo, mas as poucas descidas eram construídas com mais qualidade. Logo aos três minutos, Germano cruzou rasteiro e Gabiga avançou ao ataque pra finalizar pela linha de fundo.

Na altura dos 10 minutos, o Jacaré iniciou uma boa pressão. Na primeira oportunidade, Peu bateu cruzado e Peninha completou para fora. Aos 12’, Luquinhas invadiu a área e descolou um chute em diagonal que saiu rente a trave.

Aos 15’, Maicon Assis pegou a sobra de bola e emendou de fora. O chute foi no meio do gol, facilitando a defesa de Douglas, que afastou de soco. No lance seguinte, Peninha bateu a queima roupa e mais uma ver o goleiro alviverde levou a melhor.

O jogo era todo do esquadrão amarelo, que passava a maior parte do tempo no campo de ataque. Aos 29’, Diogo cruzou na cabeça de Luquinhas, que testou para fora. No lance seguinte, o camisa 7 do Jacaré se livrou da marcação com um toque de chaleira e bateu rasteiro com muito perigo.

O estreante Bernardo entrou na parida e teve duas boas chances, mas não conseguiu tirar o zero do placar. Aos 37’, o meia-atacante arriscou bem de fora, mas o chute se perdeu pela linha de fundo. Já nos acréscimos, ele recebeu de Luquinhas dentro da área, mas não conseguiu um bom domínio para finalizar. Resultado final, empate em 0x0.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE x GAMA

Série D 2021 – Fase de grupos – quinta rodada

03/07/2021, 15h – Boca do Jacaré, Taguatinga-DF

Árbitro: Luiz Claudio Sobral-PE

Assistente 1: Lehi Sousa-DF

Assistente 2: Lucas Modesto-DF

Quarto Árbitro: Maguielson Lima-DF

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Diogo, Keynan, Gustavo Henrique e Peu, Aldo (Michel Platini), Zotti (W. Balotelli) e Alan Mineiro (Bernardo); Luquinhas, Maicon Assis (Jorge Henrique) e Victor Rangel (Peninha)

Técnico: Vilson Tadei

GAMA

Douglas; Gabriel (Elenilson), Vinicius, Wendel e Gabiga; Wallace, Carrilho (Paulinho), Germano (Robertinho) e Felipe Menezes; Vitinho (Victor Xavier) e Hugo Almeida

Técnico: Marcelo Caranhato

Cartões amarelos: Carrilho, Felipe Menezes

André Gomes/Brasiliense FC