Brasiliense estreia com empate na fase de grupos da Série D – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-estreia-com-empate-na-fase-de-grupos-da-serie-d

Brasiliense estreia com empate na fase de grupos da Série D

brasiliense-estreia-com-empate-na-fase-de-grupos-da-serie-d

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Na tarde deste sábado (5/6), o Brasiliense Futebol Clube fez sua estreia na fase de grupos da Série D, jogando contra o Goianésia no Estádio Defelê, o Jacaré foi ligeiramente melhor durante toda a partida e abriu a placar no primeiro tempo com Zé Love. Na segunda etapa, a equipe visitante fez bem o uso das bolas paradas, e chegou ao empate na falta cobrada por Renato.

Somando um ponto cada, as equipes dividem momentaneamente a segunda colocação do Grupo A5. Pela Série D o Brasiliense volta a campo no próximo dia 13, contra o Porto Velho, fora de casa. Antes disso, a equipe tem um compromisso pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, contra o Grêmio, na próxima quinta (10/6), às 15h30, na Boca do Jacaré.

Jogo equilibrado

Com muita correria e um perde e ganha incessável por parte das duas equipes, os primeiros minutos deram uma impressão de um bom jogo, apesar de nenhuma finalização à gol até aos 15 minutos. A primeira boa chance foi criada pela equipe do Goianésia. Aos 12’, Wanderson Lima escapou pela direita em velocidade e bateu cruzado na esperança de encontrar alguém na área para desviar. A bola passou pala zaga do Jacaré e por Kallyl e se perdeu pela linha de fundo.

Aos 15’, Dudu arriscou de longo o primeiro chute em direção ao gol, mas isolou a bola. No minuto seguinte foi a vez de Kallyl receber e também finalizar por cima da meta amarela.

O Jacaré demorou a ameaçar o goleiro Arthur, mas quando chegou constitui as duas melhores chance do jogo até então. Com 18 minutos no relógio, a equipe recebeu uma falta frontal que foi cobrada em jogada ensaiada. Maicon Assi rolou para Zotti que soltou a bomba rasteira no cantinho. O goleiro do Azulão desviou o chute, que ainda tocou na trave antes de sobra com Aldo, que pegou de primeira o rebote que parou na defesa de Arthur.

Zé Love abre o marcador

O jogo caiu de produção, até que aos 36 minutos, Kallyl recuou mal para a defesa e Zé Love roubou a bola. O artilheiro do amor avançou arrastando a marcação e bateu na saída de Arthur, balançando a rede colocando 1×0 no placar para o Jacaré.

Aos 42’, a equipe do Goianésia deu sua resposta ao gol. Raphael Soares invadiu a área a bateu cruzado, parando na defesa de Edmar Sucuri, que sobrou para o próprio Raphael Soares finalizar para o gol livre. Preto Costa apareceu no momento exato para fazer o corte e evitar o empate azul.

Antes do intervalo, o Jacaré teve mais duas chances de ampliar a vantagem, mas Arthur desempenhou bem seu papel em baixo da meta. Aos 46’, Zé Love serviu Jorge Henrique pela direita, que levantou de primeira para Maicon Assis chegar como um centro avante e quase conseguir o cabeceio para o fundo da rede. Dois minutos depois, Victor Rangel limpou a marcação e soltou a bomba no meio do gol, facilitando a defesa.

Goianésia empara na bola parada

A segunda etapa começou quente, com uma chance para cada lado aos cinco minutos. O Jacaré foi quem chegou primeiro, com Maicon Assis rolando para Zé Love bater no cantinho e Arthur encaixar a bola. Na reposição, Wellington saiu cara a cara com Edmar Sucuri e bateu por cima do gol.

Na sequência dos dois lances, o jogo foi marcado pelas faltas duras e a falta de objetividade ofensiva pelos dois lados. O ritmo truncado seguiu até os 26 minutos, quando Wellington mais uma vez recebeu na frente sem marcação para finalizar em cima de Edmar Sucuri. O Jacaré respondeu aos 26’, com Carlos Eduardo que bateu da entrada da área no meio do gol.

De falta, Dudu buscou o ângulo, mas bateu para fora, aos 28 minutos. Na falta seguinte, aos 32’, Dudu rolou para Renato, que pegou firme e encontrou o canto esquerdo para empatar o jogo. 1×1 no placar.

O Brasiliense buscava o gol da vitória, e Vilson Tadei sacou Maicon Assis e Victor Rangel para as entradas de Didira e Peninha. Os atletas entrama bem no jogo, e logo nos dois primeiros chutes de Peninha, uma aos 34’ e outro aos 38’, Arthur teve trabalho para evitar o segundo do Jacaré.

Aos 45’, o Jacaré teve por duas vezes a chance de matar o jogo. Na primeira, Tobinha pegou a sobra de bola e finalizou fraco em cima de Arthur. Logo depois, Peninha fez fila na defesa e só foi parado pelo travessão. Sem mais emoções até o apito final, o placar permaneceu com o empate em 1×1.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 1 x 1 GOIANÉSIA

Série D 2021 – Fase de grupos – primeira rodada

05/06/2021, 15h – Estádio Defelê, Vila Planalto-DF

Árbitro: Tarcísio Flores -RN

Assistente 1: Lucas Guerra -DF

Assistente 2: Marconi Souza -DF

Quarto Árbitro: Rodrigo Raposo -DF

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Aldo, Badhuga, Preto Costa (Gustavo Henrique) e Mário Henrique; Milton Júnior, Zotti, Maicon Assis (didira) e Jorge Henrique (Carlos Eduardo); Victor Rangel (Peninha) e Zé Love (Tobinha)

Técnico: Vilson Tadei

Gols: Zé Love (36’ 1T)

Cartões amarelos: Victor Rangel, Zé Love, Milton Júnior e Badhuga

Cartões vermelhos:

GOIANÉSIA

Arthur; Wanderson Lima (Tiburcio), Aleff (Luizão), Anderson Sobral e Raphael Soares (Flávio); Dudu, Renato e Marcos Paulo; Wellington (Da Silva), Ygor e Kallyl (Zé Victor)

Técnico: Ariel Mamede

Gols: Renato (32’ 2T)

Cartões amarelos: Zé Victor e Arthur

André Gomes/Brasiliense FC