Brasiliense goleia o Gama e vai invicto para a final do Candangão – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-goleia-o-gama-e-vai-invicto-para-a-final-do-candangao

Brasiliense goleia o Gama e vai invicto para a final do Candangão

brasiliense-goleia-o-gama-e-vai-invicto-para-a-final-do-candangao

Foto: Gustavo Moreno/Esp. Metrópoles

De maneira avassaladora no gramado do Mané Garrincha, o Brasiliense Futebol Clube goelou o Gama por 4×0 na tarde desta quarta-feira (12/5), e vai à final do Candangão com uma campanha invicta. O adversário do Jacaré na grande decisão será o Ceilândia, que venceu a equipe do Luziânia por no Serra do Lago.

A vitória do Jacaré foi comandada por Didira, Luquinhas; que marcou duas vezes, e Carlos Eduardo.

A final será uma reedição de 2017, quando o Brasiliense venceu o Gato Preto e conquistou o seu último título do Candangão. Em jogo único, as equipes se encontram no próximo sábado (15/5), às 15h, no Mané Garrincha, para decidir o grande campeão de 2021.

Brasiliense decide no primeiro tempo

O equilíbrio foi o ponto que definiu o jogo até a altura dos 20 minutos. As equipes se lançavam sem mede ao ataque, mas sem muita organização. O único lance de perigo na primeira metade da partida saiu aos três minutos, na pancada de Peu em cobrança de falta que saiu muito perto do gol.

Passado a igualdade no volume de jogo, o Jacaré passou a dominar as ações e sufocar o adversário. Aos 20’, Zotti arriscou de fora e a bola bateu no pé da trave antes de ira para fora. No lance seguinte, Lídio desviou de cabeça a cobrança de escanteio e o goleiro Léo precisou se esticar para evitar o gol. Pressionando, a equipe chegou novamente aos 23 minutos, quando Maicon Assis – que acabara de entra no lugar de Tobinha – recebeu pela direita, limpou a marcação e bateu pela linha de fundo.

A pressão do Jacaré logo foi recompensada. Aos 27’, Diogo fez boa jogada pela direita e cruzou para a área. A bola desviou na marcação antes de encontra Didira sozinho para cabecear e fazer 1×0.

O gol ascendeu ainda mais a equipe amarela. Na saída de bola, Zotti recebeu cara a cara com Léo e finalizou em cima do goleiro. Aos 39’, em uma jogada bem trabalhada, a defesa falhou ao tentar afastar a bola e Luquinhas pegou a sobra para finalizar colocado rete a trave esquerda.

Aos 41’, o Gama teve sua primeira chance. Mirrai pegou a sobra e emendou uma bomba de fora que para na boa defesa de Edmar Sucuri. O Jacaré respondeu com um contra-ataque rápido e letal. Luquinhas tabelou com Bruno Nunes, aplicou um chapéu no goleiro Léo e bateu no cantinho para ampliar a vantagem.

A equipe do Gama teve a oportunidade de ir para o intervalo com um prejuízo menor. Caíque recebeu nas costas da defesa e, praticamente sem marcação, bateu sem força facilitando a defesa de Edmar Sucuri.

Jacaré dominante

O Brasiliense voltou para a segunda etapa com a mesma postura de pressionar o Gama. Com velocidade e troca de passas rápidos, a equipe amarela envolvia e não deixava o adversário jogar. Com apenas dois minutos, Bruno Nunes carimbou a trave e na sequência da jogada cabeceou com muito perigo para fora.

Em uma excelente jogada de pé em pé, aos seis minutos, Bruno Nunes tocou de calcanhar para Luquinhas bater para o gol aberto e fazer o terceiro do Jacaré. 3×0 no placar.

Aos 12’, Daniel Alagoano foi responsável pela primeira finalização do Gama no segundo tempo, cobrando falta perigosa. Depois disso, o jogo voltou a ter o domínio amarelo. Aos 14’, outra boa jogada trabalhada pela direita encontrou Maicon Assis dentro da área, que finalizou em cima do Leo.

Com 20 jogados, Bruno Nunes recebeu na entrada área e finalizou pelo lado esquerdo da meta verde. Aos 29’, Carlos Eduardo soltou o pé de fora no cantinho e Léo caiu firme para evitar o gol.

No primeiro duelo entre Carlos Eduardo e Léo o goleiro do Gama levou a melhor, mas na segunda vez eu o meia do Jacaré teve a oportunidade de finalizar o placar aumentou. Aos 34’, na descida amarela pela esquerda, Jorge Henrique tocou para trás e Carlos Eduardo acertou o ângulo para fazer 4×0 e decretar a vitória do finalista Brasiliense.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 4 X 0 GAMA

Candangão 2021 – Terceira Fase – Sexta Rodada

12/05/2021, 15h30 – Mané Garrincha, Brasília, Distrito Federal

Árbitro: Sávio Sampaio

Assistente 1: Daniel Henrique

Assistente 2: José Reinaldo

Quarto Árbitro: Marcos Antônio Ferreira

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Diogo, Gustavo Henrique, Badhuga (Radamés) e Mário Henrique; Lídio (Aldo), Zotti e Didira (Jorge Henrique); Tobinha (Maicon Assis), Luquinhas (Carlos Eduardo) e Bruno Nunes

Técnico: Vilson Tadei

Gols: Didira (27’ 1T), Luquinhas (43’ 1T e 6’ 2T) e Carlos Eduardo (

Cartões amarelos: Lídio

GAMA

Léo; Ronaldo, Igor, Marcão e João Gabriel; Kasado, Gustavo (Fernandinho) e Mirrai (Felipe Werley); Lila (Igor Paim), Ueslei (Daniel Alagoano) e Caíque (Edu)

Técnico: Vitor Santana

Cartões amarelos: Felipe Werley e Igor

André Gomes/Brasiliense FC