Com gol de Carlos Eduardo, Brasiliense vence o Ceilândia por 1×0 – Brasiliensefc.com.br
com-gol-de-carlos-eduardo-brasiliense-vence-o-ceilandia-por-10

Com gol de Carlos Eduardo, Brasiliense vence o Ceilândia por 1×0

com-gol-de-carlos-eduardo-brasiliense-vence-o-ceilandia-por-10

Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Na tarde desta quinta-feira (15/4), Brasiliense e Ceilândia se enfrentaram na Boca do Jacaré, pela primeira rodada da segunda fase do Candangão. Em um jogo que foi resolvido logo nos primeiros cinco minutos, a equipe amarela venceu o Gato Preto e segue com 100% de aproveitamento na competição. O gol solitário da partida foi marcado por Carlos Eduardo.

Com a vitória, o Jacaré divide a liderança do Grupo B com o Capital. A equipe da Coruja leva vantagem no saldo de gols, pois derrotou o Santa Maria por 2×0.

O próximo compromisso do esquadrão amarelo será no domingo (18/4), contra o Santa Maria, às 15h30, no Estádio Serra do Lago.

Jogo resolvido nos primeiros minutos

O Brasiliense começou o jogo com um enorme volume ofensivo. Sufocando o Ceilândia no campo de defesa, a equipe amarela abriu o placar com apenas cinco minutos. Peninha invadiu a área driblado e carimbou a trave. No rebote, Carlos Eduardo chapou a bola no canto esquerdo, sem chances de defesa.

O segundo gol quase saiu aos nove minutos. Carlos Eduardo levantou a bola na área e encontrou Sandy, que cabeceou por cima do gol.

Com dificuldades para sair jogando, a equipe do Ceilândia só conseguiu seu primeiro ataque aos 11 minutos. William pegou de primeira o cruzamento de Mirandinha, mas o chute saiu para fora. Três minutos depois, Mirandinha escapou com velocidade pela direita e finalizou cruzado em cima de Edmar Sucuri.

Aos 15’, Diogo cruzou e Luquinhas cabeceou fraco facilitando a defesa de Michael. Com 36 jogados, foi a vez de Zé Love cabecear, mas para fora.

O Ceilândia não conseguia furar o bom bloqueio amarelo, e a última chegada da equipe foi em um chute de fora de Clécio, que saiu por cima, aos 39 minutos. Sem muita criatividade por partes das duas equipes, o placar foi para o intervalo marcando 1×0 para o Jacaré.

Ritmo cadenciado

A segunda etapa foi ditada por um ritmo lento e a primeira finalização só saiu aos 15 minutos. Peninha bateu falta direto e Michael fez a defensa em dois tempos.

A equipe do Gato Preto teve apenas duas chances construídas. Aos 17’, Medeiros tentou uma meia bicicleta, que saiu rente a trave direita. O segundo lance foi aos 32 minutos. Em uma bela troca de passas, a bola sobrou para João Victor, que bateu e encontrou Badhuga para interceptar.

Depois disso, as poucas chances foram do Jacaré. Aos 34’, Tobinha foi lançado em velocidade e tentou cobrir Michael, que chegou abafando para fazer a defesa. Dez minutos depois, Peninha arriscou duas vezes de fora, mas os chutes se perderam pela linha de fundo.

A última chance saiu dos pés de Tobinha. Aos 47’, atacante recebeu cara a cara com Michael e finalizou em cima do goleiro do Gato Preto. Sem tempo para que as equipes tentassem mais alguma descida, a vitória do Brasiliense pelo placar mínimo foi decretada.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 1 X 0 CEILÂNDIA

Candangão 2021 – Segunda Fase – Priemeira Rodada

15/04/2021, 15h30 – Boca do Jacaré, Taguatinga, Brasília

Árbitro: Rodrigo Raposo

Assistente 1: Lehi Sousa

Assistente 2: David Sousa Santana

Quarto Árbitro: Nathan Lenkart Macedo de Souza Coutinho

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Diogo, Keynan, Badhuga e Mário Herique; Lídio, Sandy (Balotelli) e Carlos Eduardo (Jefferson Maranhão); Peninha (Aldo), Luquinhas (Maicon Asssis) e Zé Love (Tobinha)

Técnico: Vilson Tadei

Gols: Carlos Eduardo (5’ 1T)

Cartões amarelos: Peninha e Zé Love

CEILÂNDIA

Michael; Andrezinho (Dênis), Medeiros (Fernandinho), Liel e Matheus; Clécio, Werick e Matheus Silva (Felipe Goiano); Mirandinha (João Victor), William e Wisman (Gabriel Pedra)

Técnico: Adelson de Almeida

Cartões amarelos: Andrezinho e Medeiros

André Gomes/Brasiliense FC