Brasiliense vence com gol de Zé Love e elimina o Capital – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-vence-com-gol-de-ze-love-e-elimina-o-capital

Brasiliense vence com gol de Zé Love e elimina o Capital

brasiliense-vence-com-gol-de-ze-love-e-elimina-o-capital

Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Na tarde desta quarta-feira (21/4), o Brasiliense venceu o Capital por 1×0 na Boca do Jacaré e eliminou a equipe da Coruja do Candangão 2021. Com gol de Zé Love, no segundo tempo, o esquadrão amarelo – que já estava classificado -, manteve a campanha de 100% dentro da competição e joga com a vantagem do mando de campo na fase seminal.

O Capital entrou em campo com chances de classificação, mas dependia de um tropeço do Ceilândia contra o Santa Maria. Como o Gato Preto venceu o jogo por 3×0, a equipe juntou-se à Brasiliense, Luziânia e Gama no grupo de classificados que vão disputar o quadrangular semifinal, em jogos de ida e volta.

O Jacaré estreia na terceira fase no próximo domingo (25/4), às 15h30, contra o Gama, no Estádio Defelê.

Primeiro tempo do Capital

A Coruja tomou a iniciativa, dominando a posse de boa inicial e trocando passes que envolvia o adversário, mas sem criar chances claras. O Jacaré logo entendeu o jogo do Capital, e teve a primeira jogada bem trabalhada aos cinco minutos, quando Luquinhas aplicou uma caneta em Geovane e finalizou por cima do gol.

A estratégia montada por Rogério Mancini fazia o Capital dominar o jogo pelo meio, avançando até as pontas no setor de ataque. Aos oito minutos, Geovane arriscou de fora e abola se perdeu pelo canto esquerdo. Depois de um período de cadencia, a equipe azul voltou a atacar, aos 22 minutos. Cabralzinho escapou em diagonal e bateu cruzado em cima de Edmar Sucuri.

Com a pressão azul, as chances foram aparecendo. Aos 25’, Leandro Bulhões bateu se Sucuri espalmou para fora. No minuto seguinte, Roberto Pítio pegou de primeira no rebote, e tentou cobrir o goleiro do Jacaré, mas acabou acertado a rede atrás do gol.

A melhor chance do Jacaré foi criada aos 34 minutos. Zé Love lançou Luquinhas em velocidade, que acabou adiantando muito a bola e perdeu o duelo contra o goleiro Gabriel Vítor. Aos 42’, Romarinho mandou por cima a última finalização do primeiro tempo.

Zé Love decide mais uma vez

O Brasiliense voltou com uma postura totalmente diferente. Com duas substituições (Balotelli no lugar de Carlos Eduardo, e Tobinha no lugar de Sandy), a equipe amarela passou a agredir com sede do primeiro gol. Aos dois minutos, Luquinhas bateu para o gol, a bola desviou em Leandro Bulhões e saiu pela linha de fundo tirando tinta da trave.

Com sete minutos, o lateral Peixão falhou ao tentar despachar a bola para o ataque. Luquinhas ficou com a sobra e tocou na medida pra Zé Love finalizar e abrir o placar. 1×0 para o Jacaré.

A dinâmica do jogo agora era dominada pelo esquadrão amarelo. Aos 10’, Zé Love recebeu isolado no ataque e arriscou o chute, que saiu por cima. Três minutos depois, foi a vez de Tobinha receber sozinho e tentar por cobertura.

Aos 22’, Peninha cobrou falta frontal que parou no travessão. Quatro minutos mais tarde, Tobinha recebeu dentro da área, mas finalizou fraco. A coruja teve a chance da empatar, aos 32 minutos. Felipe Cirne recebeu a bola ajeitada por David Souza, e chapou para fora.

Sem mais tempo no placar, o Brasiliense ficou com a vitória, que garantiu os 100% e eliminou o Capital do Candangão.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 1 X 0 CAPITAL

Candangão 2021 – Segunda Fase – Terceira Rodada

21/04/2021, 15h30 – Boca do Jacaré, Taguatinga, Distrito Federal

Árbitro: Savio Sampaio

Assistente 1: Daniel Henrique

Assistente 2: Kleber Ribeiro

Quarto Árbitro: Allyson Zilse

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Aldo, Keynan, Badhuga e Mário Henrique; Milton Júnior, Sandy (Tobinha) e Peninha (Didira); Luquinhas, Carlos Eduardo (W. Balotelli) e Zé Love (Michel Platini)

Técnico: Vilson Tadei

Gols: Zé Love (07’ 2T)

Cartões amarelos: Mário Henrique, Carlos Eduardo, Milton Júnior

CAPITAL

Gabriel Vitor; Peixão (Wester), Islan, Vítor Carvalho e Fabrício; Leandro Bulhões (Mykaell), Geovane e Cabrazinho (Felipe Cirne); David Sousa, Roberto Pítio (Douglas Candango) e Romarinho (Maicon)

Técnico: Rogério Mancini

Cartões amarelos: Vítor Carvalho, Mykaell

André Gomes/Brasiliense FC