Brasiliense derrota o Real garante vaga na próxima fase do Candangão – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-derrota-o-real-garante-vaga-na-proxima-fase-do-candangao

Brasiliense derrota o Real garante vaga na próxima fase do Candangão

brasiliense-derrota-o-real-garante-vaga-na-proxima-fase-do-candangao

Foto: Gustavo Moreno/Esp. Metrópoles

Com uma atuação imponente do trio de ataque na tarde deste sábado (03/04), o Brasiliense superou a equipe do Real Brasília pelo placar de 3×0. No gramado da Boca do Jacaré, Peninha, Zé Love e Luquinhas, balançaram a rede e garantiram a liderança do Grupo B do Candangão, os 100% de aproveitamento e a classificação para a próxima fase da competição.

O Jacaré chegou a 12 pontos, e divide a liderança com o Capital, levando vantagem no saldo de gols: 10 contra seis. A equipe amarela agora enfrenta o Taguatinha, no próxima terça-feira (06/04), às 15h30, na Boca do Jacaré.

Leve domínio amarelo

O toque de bola buscando encontrar espaços foi a tônica do jogo nos primeiros minutos. As esquipes se estudavam sem correr riscos. Correndo contra o tempo, o Real deixou a cautela de lado e se lançou com mais agressividade aos 11 jogados. Rychely bateu de fora e a bola saiu pelo conto direito.

Uma das mudanças promovidas por Vilson Tadei em relação ao jogo contra o Gama, o meia Peninha apareceria pro jogo e mostrava que a decisão do treinador foi acertada. Aos 13’, o camisa 10 da equipe finalizou nas mãos de Deola. Pouco mais de nove minutos depois, Peninha recebeu de Luquinhas na entrada da área e bateu no cantinho para tirar o zero do placar. 1×0 Jacaré.

O gol animou a equipe amarela, que ampliou o placar aos 26 minutos, com Zé Love aproveitando um ótimo lançamento de Peninha, mas Rodrigo Raposo pegou a posição irregular do artilheiro do amor, anulando o que seria o segundo do Jacaré. Aos 28’, Badhuga testou para o gol após cobrança de escanteio e a defesa tirou no último instante.

Na parte final do primeiro tempo, o Real forçou buscando o empate. Aos 35’, Kabrine cobrou falta no meio do gol e Edmar Sucuri tocou para escanteio. Com 44 jogados, Kabrine, novamente na bola parada, levantou para a área e Felipe Marcelino cabeceou no cantinho. Mais uma vez o goleiro do Jacaré levou a melhor.

Brasiliense mata o jogo com Zé Love e Luquinhas

O técnico Edson Souza voltou para a segunda etapa com uma postura mais ofensiva, e promoveu a substituição do lateral David Manteiga pelo atacante Gilvan. A equipe com apenas um minuto conseguiu criar uma ótima chance. Junnior Batata foi lançada às costas da marcação e Edmar Sucuri chegou na dividida para ficar com a bola.

Com oito minutos, Gilvan recebeu um ótimo lançamento e cabeceou na trave. No rebote, Junnior Batata isolou a bola. O Jacaré deu sua resposta aos 11 minutos, Luquinhas arriscou de fora, mas pegou mal na bola que se perdeu pelo canto direito.

Aos 13’ o Jacaré esfriou a reação do Real. Diogo avançou pela direta, cruzou rasteiro e a zaga falhou ao tirar a bola. A sobra ficou com Zé Love que precisou só escorar a bola para o fundo do gol e aumentar a vantagem amarela.

Zé Love teria marcado terceiro do Jacaré e seu segundo no jogo, só que mais uma vez, Rodrigo Raposo anulou o gol ao flagrar o impedimento, aos 22 minutos.

O jogo passou a ser dominado pelo Brasiliense, que não parava de pressionar no campo de ataque. Aos 32’, Tobinha carregou e finalizou em cima de Deola. Três minutos mais tarde, Mário Henrique levantou para a área e achou Luquinhas, livre de marcação, para tocar e estufar a rede. 3×0 no placar.

Com sede do quarto gol, a equipe sufocava. Aos 39’, Luquinhas rabiscou dentro da área, mas finalizou fraco. Logo em seguida, Tobinha recuperou a bola no campo de ataque e bateu em cima do goleiro do Leão. Placar final, 3×0 e o Jacaré mantém a liderança e os 100% de aproveitamento.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 3 X 0 REAL BRASÍLIA

Candangão 2021 – Primeira Fase – Quarta Rodada

03/04/2021, 15h30 – Boca do Jacaré, Taguatinga, Brasília

Árbitro : Rodrigo Batista Raposo

A1: Lucas Torquato Guerra

A2: Marconi de Souza Gonçalo

Quarto Árbitro:​ Matheus de Moraes Silva

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Diogo, Gustavo Henrique (Keynan), Badhuga e Mário Henrique; Lídio (W. Balotelli), Sandy (Aldo) e Carlos Eduardo (Didira); Luquinhas, Peninha e Zé Love (Tobinha)

Técnico: Vilson Tadei

Gols: Peninha (22’ 1T), Zé Love (13’ 2T) e Luquinhas (35’ 2T)

Cartões amarelos: Zé Love, Sandy, W. Balotelli

Cartão vermelho:

REAL BRASÍLIA

Deola; David Manteiga (Gilvan), Felipe Marcelino, Cristian Lucca e Kabrine (Gleissinho); Wallace, Tarta, Regino e Rychely; Erik Gabriel (Elliandro) e Junnior Batata

Técnico: Edson Souza

Cartões amarelos: Erik Gabriel, Deola

André Gomes/Brasiliense FC