Brasiliense vence o Gama no clássico verde e amarelo de número 65 – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-vence-o-gama-no-classico-verde-e-amarelo-de-numero-65

Brasiliense vence o Gama no clássico verde e amarelo de número 65

brasiliense-vence-o-gama-no-classico-verde-e-amarelo-de-numero-65

Foto: Gustavo Moreno/Esp. Metrópoles

No clássico de número 65 na história de Brasiliense e Gama, o Jacaré levou a melhor. Na tarde desta quarta-feira (31/03), as equipes se encontraram pela terceira rodada do Candangão, no Estádio Defelê. Com grande equilíbrio no primeiro tempo, o esquadrão amarelo se impôs na segunda etapa e balançou a rede com Zé Love e Sandy. O Periquito descontou com Caíque, cobrando pênalti.

A vitória assegurou o primeiro lugar do Grupo B ao Jacaré. A equipe divide a liderança com o Capital, ambos com 9 pontos. O Brasiliense volta a campo no próximo sábado (03/04), contra o Real Brasília. O jogo será às 15h30, na Boca do Jacaré.

Primeiro tempo equilibrado

Com a qualidade esperada do maior clássico da Capital Federal, o jogo foi marcado por muita movimentação e as duas equipes buscando chegar ao gol, que traria certa tranquilidade, visto o equilíbrio apresentado. O Jacaré foi quem chegou primeiro com mais ímpeto. Aos oito minutos, Mário Henrique tabelou com Luquinhas, e bateu rasteiro no canto esquerdo. Matheus se esticou para ceder o escanteio. No lance seguinte, Sandy recebeu de frente para o gol, mas acabou finalizando por cima da meta.

O Gama igualava o jogo na posse de bola e nas triangulações, mas só conseguiu a primeira finalização aos 12 minutos. Gustavo Lila acertou um belo chute de fora, que saiu pelo canto direito com muito perigo. Aos 19’, foi a vez de Jefferson Maranhão assustar o goleiro Matheus com uma finalização que passou bem perto do gol. Na saída de bola, o Gama acelerou o jogo até a bola chegar em Gustavo Lila pela esquerda, que cortou e bateu firme para a defesa de Edmar Sucuri.

Aos 27’, surgiu a melhor chance do primeiro tempo. Em velocidade, Maicon Assis puxou o contra golpe amarelo e acionou Mário Henrique na ponta esquerda. O lateral cruzou rasteiro para Zé Love, livre de marcação, finalizar em cima de Matheus.

Com menos volume de jogo após os 30 minutos, a equipe do Gama fez uso da bola parada para chegar mais uma vez. Em uma falta frontal, Igor tentou surpreender Edmar Sucuri cobrando no meio do gol, mas o arqueiro do Jacaré faz a defesa de mão trocada. O Brasiliense respondeu logo depois. Na cobrança de escanteio de Maicon Assis, Gustavo Henrique cabeceou e o desvio de Kasado evitou o primeiro gol.

O Brasiliense ainda teve duas chances de levar a vantagem para o intervalo, mas Matheus apareceu bem na ótima falta cobrada por Zé Love, aos 48 minutos, e no chute de Luquinhas na pequena área no minuto seguinte.

Jacaré mata o jogo em dois minutos

Os primeiro 10 minutos da segunda etapa foram de chumbo trocado. Logo com três no cronometro, Diogo cruzou para Luquinhas, que chapou de primeira e a bola saiu tirando tinta da trave esquerda. No lance seguinte, Vinicius respondeu com um de quase do meio de campo que parou nas mãos de Sucuri. Aos cinco, Peninha carregou pelo meio e bateu com efeito para a linha de fundo.

Lá e cá, o Jacaré chegou mais uma vez com uma excelente jogada pela direita. Diogo cruzou por Baixo e encontrou Zé Love, novamente sozinho e mais uma vez Matheus fez uma boa defesa. Aos 10’, Caíque recebeu isolado no ataque, girou em cima da marcação e bateu cruzado, mas Sucuri levou a melhor.

O lado direito do Jacaré era o ponto forte da equipe, explorando a qualidade ofensiva de Diogo. Aos 14’, lateral fez um ótimo levantamento para Peninha, que pegou de primeira e carimbou a trave. Cinco minutos mais tarde, Luquinhas fez fila e tocou para Carlos Eduardo bater por cima.

O Jacaré martelava, e o placar não ficou empatado por muito tempo. Aos 20’, Zé Love foi lançado, ganhou da marcação e bateu rasteiro para fazer 1×0. O banco do Brasiliense ainda comemorava o gol do artilheiro do amor, quando Peninha cruzou para a área e Sandy apareceu para marcar o segundo no minuto seguinte. 2×0 para o Jacaré.

Após os gols, o Gama buscou a reação. Aos 24’, Caíque travou mais um duelo com Edmar Sucuri, vencido pelo arqueiro do Jacaré. Com 41 jogados, o Brasiliense encaixou mais um contra ataque e Matheus evitou o gol de Jorge Henrique, ao bloquear o chute do atacante que fazia sua estria.

Aos 40 minutos, Igor tentou cruzar na pequena área e Gustavo Henrique desviou com o braço. Pênalti marcado e convertido por Caíque. 2×1 no placar.

No apagar das luzes, Lídio ainda arriscou um chute de fora, defendido por Matheus. Vitória do Jacaré, que deixa a equipe com a liderança do Grupo B.

FICHA TÉCNICA

GAMA 1 X 2 BRASILIENSE

Candangão 2021 – Primeira Fase – Terceira Rodada

31/03/2021, 15h30 – Estádio Defelê, Vila Planalto, Brasília

Árbitro: Maguielson Lima Barbosa

Assistente 1: Lucas Modesto

Assistente 2: Milton Jerônimo Souza

Quarto árbitro: Adriano Neri

GAMA

Matheus; Ronaldo, Vinicius, Igor e Júnior Alves (Igor Paim); Kasado (Pipoca), João Victor (João Gabriel) e Gustavo Lila (Ramiro); Ueslei (Jordan), Daniel Mendonça e Caíque

Técnico: Victor Santana

Gols: Caíque (43’ 2T, pênalti)

Cartões amarelos: Gustavo Lila, Júnior Alves, Kasado

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Diogo, Gustavo Henrique, Badhuga e Mário Henrique; Milton Júnior (Lídio), Sandy e Maicon Assis (Carlos Eduardo); Luquinhas (Jorge Henrique), Jefferson Maranhão (Peninha) e Zé Love (Michel Platini)

Técnico: Vilson Tadei

Gols: Zé Love (20’ 2T), Sandy 21’ 2T)

Cartões amarelos: Diogo, Badhuga, Edmar Sucuri, Lídio

Cartão vermelho: Caíque

André Gomes/Brasiliense FC

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider