Com gol de Tobinha no final, Brasiliense vence o primeiro duelo contra o Atlético-GO – Brasiliensefc.com.br
com-gol-de-tobinha-no-final-brasiliense-vence-o-primeiro-duelo-contra-o-atletico-go

Com gol de Tobinha no final, Brasiliense vence o primeiro duelo contra o Atlético-GO

com-gol-de-tobinha-no-final-brasiliense-vence-o-primeiro-duelo-contra-o-atletico-go

Foto: Heber Gomes/ Esp. Metrópoles

Em uma partida muito equilibrada na noite desta quinta-feira (04/02), o Brasiliense Futebol Clube saiu na frente do Atlético-GO na disputa pela vaga nas semi-finais da Copa Verde. No Estádio Antônio Accioly, o Jacaré foi ligeiramente superior ao seu adversário e volta para Brasília com uma excelente vitória por 2×1.

O primeiro tempo foi um jogo de lá e cá, com o Brasiliense abrindo o placar com Maicon Assis. Na segunda etapa, o Dragão utilizou a bola parada pra chegar ao empate com Gilvan. Quando o jogo se encaminhava para terminar empatado, o Jacaré contou com o oportunismo de Tobinha, que marcou aos 43 minutos do segundo tempo e garantiu o triunfo amarelo.

O jogo de ida entre as equipes será no próximo domingo (07/02), às 15h30, na Boca do Jacaré. Caso o Atlético-GO vença por um gol de diferença, a vaga para próxima fase será decidida nos pênaltis.

Jogo equilibrado

Logo nos primeiros minutos, as equipes deram uma amostra de que o jogo seria disputado. Em um ritmo elétrico para os dois lados, o Dragão foi o primeiro a criar uma chance de gols. Aos quatro minutos, Gabriel Bralhas escapou pela direita e arriscou um cruzamento direto. Edmar Sucuri fez a defesa e Aldo completou a jogada afastando o perigo.

O Brasiliense não demorou a responder, e construiu três bons lances em seguida. Aso 10’, Jefferson Maranhão chutou rasteiro e a zaga desviou pra a linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Zotti tentou o gol olímpico, mas o Gabriel Bernand fez a defesa. O rebote sobrou Maicon Assis cruzar na medida para Keynan, que balançou a rede mais o árbitro anulou o gol percebendo a posição irregular do zagueiro.

Com 12 minutos, Gabriel Baralhas rolou para Ronald, soltar o pé na batida cruzada, que explodiu no travessão. O jogo era lá e cá, e dois minutos depois, Keynan cabeceou novamente no cruzamento de Maicon Assis. O arqueiro do Dragão cedeu o rebote para Jefferson Maranhão finalizar na rede pelo lado de fora.

Os garotos do Atlético exploravam bem a velocidade pelos lados para chegar ao ataque. Aos 19’, Pereira aproveitou a sobra de bola, avançou pela direita e cruzou rasteiro. Kevin chegou atrasado no carrinho e não conseguiu completar para o gol.

Brilha a estrela de Maicon Assis

Aos 27’, a equipe do Jacaré foi premiada com um golaço. A zaga do Atlético afastou o mal cruzamento de Peu. Maicon Assis, sem deixar a bola tocar o chão, emendou de primeira e acertou o cantinho do gol rubro-negro. 1×0 Brasiliense.

Dois minutos após o gol, o Jacaré teve outra grande chance de marcar. Em uma bola trama pela direita, Zotti chutou a zaga fez um corte primordial. A equipe do Dragão respondeu aos 36 minutos, no forte chute de fora de Pereira, que ficou nas mãos de Sucuri.

Antes do intervalo, a equipe amarela ainda assustou o adversário maus duas vezes. Aos 41’, Jefferson Maranhão bateu firme e o goleiro fez a defesa. Logo depois, Zotti arriscou de fora e a bola saiu muito perto do gol.

Ritmo mais lento

A tônica do jogo mudou completamente na segunda etapa. O Brasiliense se montou com duas linhas de quatro e esperava o Dragão, que controlava a posse de bola, mas não ameaçava. A primeira finalização a gol saiu aos seis minutos, em uma falta cobrada por Nicolas, que entrou no intervalo e mudou a cara da equipe rubro-negra.

O Dragão fazia uso das bolas paradas para chegar ao gol. Com 14 jogados, Nicolas cobrou escanteio e Gilvan apareceu para testar e empatar o jogo. 1×1 no placar.

O lateral Nicolas descolou mais um ótimo cruzamento aos 16 minutos. O atacante Kevin, sozinho na área, cabeceou para fora. Aos 26’, o Brasiliense também fez bom uso de seus lateria para chegar pela primeira vez. Peu fez o levantamento para Diogo cabecear fraco nas mãos de Gabriel Bernard.

Sem criatividade de ambas as equipes, o jogo seguiu com um ritmo lento e sem ações ofensivas de perigo até os 40 minutos. Tobinha recebeu na entrada da área, girou e bateu rasteiro pela linha de fundo.

Tobinha decide

Quando o jogo se encaminhava para o fim com igualdade no placar, o Jacaré definiu a partida. Em uma jogada iniciada por Rodrigo Fumaça, a defesa do Atlético tocou a bola para trás. Tobinha, oportunista, apareceu para dar um toquinho com raça e marcar o segundo do Brasiliense, o gol da vitória.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO X BRASILIENSE

Copa Verde –  Quartas de final – Jogo de ida

04/02/2021, 19h, Estádio Antônio Accioly – Goiânia, Goiás

Árbitro: Rudimar Goltara-ES

A1: Leonardo Mendonça-ES

A2: Ramires Santos Candido-ES

4º árbitro: Gabriel dos Santos Queiroz-GO

ATLÉTICO-GO

Gabriel Bernard; Juninho (Arnaldo), Oliveira (Gilvan), Michel e Carlos Henrique (Nicolas); Pereira, Rithely (Rodrigues), Gabriel Baralhas e Rian Lopes (Vitor Leque); Ronald e Kevin

Técnico: Eduardo de Souza

Gols: Gilvan (14’ 2T)

Cartões amarelos: Pereira, Nicolas

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Diogo, Badhuga, Keynan e Peu (Sandy); Aldo, W. Balotelli e Zotti (Carlos Eduardo); Maicon Assis (Tobinha), Zé Love (Rodrigo Fumaça) e Jefferson Maranhão (Peninha)

Técnico: Vilson Tadei

Gols: Maicon Assis (27’ 1T) e Tobinha (43’ 2T)

Cartões amarelos: Peu, W. Balotelli e Tobinha

André Gomes/Brasiliense FC