Os pecados do São Paulo de Diniz: 7 pontos de vantagem queimados em 7 jogos – Brasiliensefc.com.br
os-pecados-do-sao-paulo-de-diniz-7-pontos-de-vantagem-queimados-em-7-jogos

Os pecados do São Paulo de Diniz: 7 pontos de vantagem queimados em 7 jogos

“São Paulo goleia o Botafogo por 4 x 0 e abre sete pontos de vantagem para o vice-líder Atlético-MG”. A manchete estampada nos portais esportivos no dia 9 de dezembro de 2020 já faz parte de um passado distante do Tricolor. Na quarta-feira (20/1), apenas sete jogos depois de estabelecer a gordura na liderança do Campeonato Brasileiro, o time de Fernando Diniz a incinerou. Com a goleada sofrida por 5 x 1 para o Internacional, o Tricolor caiu para a segunda posição, agora dois pontos atrás do Colorado.

Apesar de duas vitórias consecutivas em meio aos sete jogos – Atlético-MG e Fluminense -, as sementes da decepção já estavam plantadas. Os pecados do time de Fernando Diniz se acumularam rodada a rodada, até o erro capital, com a maior goleada da história no Morumbi.

A seguir, o Metrópoles recorda os sete jogos em que a gordura foi totalmente queimada:

9/12 – Jogo atrasado e providencial
São Paulo 4 x 0 Botafogo

Em jogo adiado da 18ª rodada, o tricolor paulista atropelou o fragilizado Botafogo jogando uma das melhores versões da proposta de Fernando Diniz e abrindo 7 pontos na liderança para segundo colocado, à época, o Atlético-MG.

13/12 – Um baque no bom momento
Corinthians 1 x 0 São Paulo

Apenas dias depois de ter mostrado um dos seus melhores desempenhos na temporada, o São Paulo foi para o clássico contra o Corinthians completamente desinteressado, em nenhum momento conseguindo impor sua proposta de jogo. Resultado: a derrota e a diminuição da vantagem para quatro pontos na tabela em relação aos perseguidores.

16/12 – Passeio para dar moral
São Paulo 3 x 0 Atlético-MG

Continuando a gangorra que define a temporada 2020-21 do São Paulo, os comandados de Fernando Diniz voltam a apresentar um excelente futebol, não correndo risco em nenhum momento contra o Atlético-MG no Morumbi. Além do domínio em campo, a vitória foi importante para dar moral à equipe, que dava pintas de campeã, e abrir novamente sete pontos para o vice-líder Galo.

26/12 – Vitória sem brilho, mas importante
Fluminense 1 x 2 São Paulo

Em meio à disputa de semifinal da Copa do Brasil contra o Grêmio (primeiro jogo empatado em 1 x 1), o São Paulo manteve sua (aparente) caminhada rumo ao título com uma vitória por 2 x 1 sobre o Fluminense em que mostrou o melhor e o pior lado do “Dinizismo”: muito toque e posse de bola, e também os sustos que desesperam o torcedor tricolor com a saída de bola lá atrás.

6/1 – A bronca de Diniz em Tchê Tchê
Red Bull Bragantino 4 x 2 São Paulo

Para muitos, o jogo que selou o destino do São Paulo no campeonato. Eliminado da Copa do Brasil pelo Grêmio, o tricolor paulista esteve irreconhecível e cometendo muitos erros, perdendo de 4 x 2 para o Bragantino, e poderia ter sido muito mais. O jogo ainda ficou marcado pela bronca de Fernando Diniz em Tchê Tchê, que teria abalado a relação do treinador com o elenco. A derrota só não foi mais prejudicial porque, na mesma rodada, o Flamengo perdeu o clássico para o Fluminense nos instantes finais do duelo. O Internacional, no entanto, apareceu para tomar a vice-liderança, seis pontos atrás, após vitória sobre o Ceará.

10/1 – Derrota para os reservas
São Paulo 0 x 1 Santos

Com o Santos envolvido na semifinal da Libertadores contra o Boca Juniors, o técnico Cuca optou por mandar um time quase que inteiramente reserva, o que teoricamente deveria ser um jogo para o São Paulo se recuperar na competição, certo? Errado. Com uma boa estratégia defensiva, os jovens alvinegros conseguiram segurar o tricolor paulista, que nunca conseguiu impor o seu jogo, e saiu derrotado do Morumbi. Com a vitória do Internacional sobre o Goiás, a diferença entre líder e vice-líder caiu para três pontos.

17/1 – Erro, apatia e a “gordura sumiu”
Athletico-PR 1 x 1 São Paulo

Diante do Athletico-PR, em Curitiba, a equipe ficou no empate por 1 x 1, alcançando a marca de três jogos sem vitória e abrindo espaço mais uma vez para o Internacional encostar.

20/1 – Passeio na “final antecipada”
São Paulo 1 x 5 Internacional

A “final antecipada” do Campeonato Brasileiro não foi nada competitiva. O Colorado não tomou conhecimento do, até então, líder da competição, e aplicou uma sonora goleada por 5 x 1 no Morumbi, com três gols de Yuri Alberto. Com o resultado, o Internacional se tornou o novo líder, com 59 pontos, contra 57, do São Paulo.

O post Os pecados do São Paulo de Diniz: 7 pontos de vantagem queimados em 7 jogos apareceu primeiro em Metrópoles.