Oito motivos para acreditar no Palmeiras na semi da Libertadores pela 8ª vez – Brasiliensefc.com.br
oito-motivos-para-acreditar-no-palmeiras-na-semi-da-libertadores-pela-8a-vez

Oito motivos para acreditar no Palmeiras na semi da Libertadores pela 8ª vez

O Palmeiras está a um jogo de se classificar pela oitava vez às semifinais da Libertadores. O time de Abel Ferreira recebe o Liberta-PAR nesta terça-feira (15/12) na partida de volta das quartas de final da competição continental. Após o empate por 1 x 1 no jogo de ida, o alviverde paulista precisa de um empate sem gols para avançar.

Listamos oito motivos para que o palmeirense entre confiante no jogo que pode terminar com a oitava participação do Verdão nesta fase do certame:

Abel Ferreira
Recuperado de Covid-19, o treinador estará no banco de reservas na partida desta terça-feira. O técnico é o principal motivo de esperança da torcida do Palmeiras e o maior reforço para o jogo decisivo de logo mais.

Depois da saída de Vanderlei Luxemburgo, o Palmeiras perdeu apenas uma vez sob o comando do português e passou a apresentar um futebol completamente diferente do apresentado pelo antecessor de Ferreira.

Melhor ataque
Outro motivo para o palmeirense acreditar na classificação é o forte poderio ofensivo do time paulista. Ao todo, o alviverde marcou 26 gols na competição continental e tem o melhor ataque do campeonato até aqui, além da melhor campanha na primeira fase.

Luiz Adriano e Willian dividem a artilharia da equipe, com quatro gols cada.

Por la octava
Se conseguir superar os paraguaios e avançar à semifinal, o Palmeiras repetirá o feito pela oitava vez. O clube já chegou sete vezes a esta fase da competição: 1961, 1968, 1971, 1999, 2000, 2001 e 2018. Em 1999, o alviverde sagrou-se campeão, em cima do América de Cali.

Em sua última participação na semifinal, em 2018, caiu para o Boca Juniors após uma derrota dolorosa em La Bombonera por 2 x 0.

Sem Covid-19
Em novembro, o time foi acometido por um surto de Covid-19. Jogadores, comissão técnica e funcionários foram contaminados com a doença e o alviverde teve que jogar algumas partidas desfalcado e recheado de jovens da base, como nos duelos contra o Delfín.

O time não tem mais jogadores isolados e vai com força total para a partida.

Defesa que ninguém passa
Com Abel Ferreira, o alviverde ainda não sofreu gols atuando no Allianz Parque. Foram seis jogos, seis vitórias e nenhum gol sofrido. O time venceu duas vezes pela Copa do Brasil, três pelo Campeonato Brasileiro e uma pela Libertadores.

Não sofrer gols já seria o suficiente para o time avançar de fase. Como empatou em 1 x 1 na casa dos paraguaios, o Verdão precisa apenas não ser vazado para ficar entre os quatro melhores da competição.

“10” e a faixa
No Palmeiras, quem veste a camisa 10 é o artilheiro Luiz Adriano. Mas desde a saída de Vanderlei Luxemburgo, quem vem ditando a forma como o time joga é Raphael Veiga. O meio-campista subiu de rendimento de forma impressionante e é o principal nome de Abel Ferreira do meio para a frente.

O jogador ainda não está 100% devido à contaminação pelo novo coronavírus, mas já mostrou que está de volta ao caminho das grandes atuações. O camisa 26 foi o destaque do jogo contra o Bahia na vitória por 3 x 0, com direito a gol e assistência.

Juventude afinada

Um dos destaques do time na temporada é a presença dos garotos revelados na base no plantel principal. Na lateral, Gabriel Menino vem se destacando na direita. Com a lesão de Felipe Melo, o volante Danilo ganhou espaço e deve ser titular contra o Libertad.

Na frente, a aposta é no talento de Gabriel Verón, que foi poupado no fim de semana e está 100% para o jogo contra os paraguaios.

Lei do ex?

No jogo de ida, Gustavo Goméz marcou o gol do alviverde, completando escanteio de cabeça. Revelado pelo time paraguaio, o zagueiro comemorou o gol de forma discreta.

Será que uma das leis mais aplicadas no futebol se repetirá nesta terça-feira?

O post Oito motivos para acreditar no Palmeiras na semi da Libertadores pela 8ª vez apareceu primeiro em Metrópoles.