Pelo placar de 2×1, Brasiliense vence mais uma na Série D – Brasiliensefc.com.br
pelo-placar-de-21-brasiliense-vence-mais-uma-na-serie-d

Pelo placar de 2×1, Brasiliense vence mais uma na Série D

pelo-placar-de-21-brasiliense-vence-mais-uma-na-serie-d

Foto: Douglas Magno/Especial Metrópoles

Jogando longe de seus domínios, o Brasiliense Futebol Clube foi até Nova Lima-MG, na noite desta quinta-feira (22/10), e garantiu mais três pontos na Série D, após bater o Villa Nova por 2×1. O resultado consolida a equipe amarela na segunda colocação do Grupo A6, com 17 pontos. No outro extremo da tabela, o Villa Nova estacionou nos sete pontos, e ocupa a vice lanterna.

Os gols da partida saíram todos no primeiro tempo. Zé Love abriu o placar para o Jacaré logo aos cinco minutos. Wander empatou para o Leão do Bonfim, e logo em seguida Badhuga fez o gol que garantiu a vitória do Brasiliense.

O esquadrão amarelo volta a campo no próximo domingo (25/10). O adversário será o Tupynambás, às 15h, na Boca do Jacaré.

Brasiliense resolve no primeiro tempo

A exemplo do duelo entre as equipes no primeiro turno, o Jacaré começou o jogo com mais volume e logo chegou ao gol. Aos cinco minutos, Diogo cruzou pela direita e encontrou Zé Love, que testou firme para o chão e balançou a rede do Leão do Bonfim.

Após o gol, o Brasiliense passou a controlar o jogo, forçando os erros da equipe do Villa Nova que tentava sair para buscar o resultado, mas não conseguia se organizar nas tramas ofensivas. Aos 19’, Diogo cruzou e mais uma vez Zé Love apareceu para cabecear, mas nas mãos de Deola.

A equipe da casa chegou ao empate na sua primeira chegada ao ataque. Quando era jogados 20 minutos, Wander recebeu em velocidade pela direita, invadiu a área e bateu rasteiro. 1 x 1 no placar.

O gol colocou o Leão do Bonfim no jogo. Aos 24’, Raphael Silva roubou a bola na intermediaria e chutou por cima da meta de Fernando Henrique. Mas o Jacaré não demorou a responder com bola na rede. Quatro minutos depois, Peu cobrou falta, Deola cedeu o rebote o Badhuga chegou para empurrar e fazer o segundo do Brasiliense.

Aos 36’, Thallyson Lalau arriscou de longe, mas pegou muito em baixo da bola. O Jacaré ainda teve mais duas chances de fazer o terceiro depois dos 40 minutos. A primeira no chute de Peu, que Deola defendeu em dois tempos, e a segunda na tentativa de Zé Love encobrir o arqueiro da equipe alvi-rubra.

Segundo tempo pouco agitado

O esquadrão amarelo voltou para a segunda etapa com a mesma fome de gol. Com três minutos, Maicon Assis avançou pelo meio e bateu rasteiro de fora. A bola saiu rente a trave esquerda.

Com o Villa Nova se lançando ao ataque sem organização e com o Jacaré controlando o resultado, o jogo seguiu sem finalizações a gol até os 15 minutos, quando João Lucas arriscou de fora, mas a bola se perdeu pela linha de fundo sem oferecer perigo a meta amarela.

O ritmo cadenciado teimava em comandar a partida, com a equipe amarela levando leve vantagem na imposição ofensiva, mas também sem conseguir construir com efetividade.

Aos 40’, Maicon cobrou falta cruzada em direção ao gol e Fernando Henrique subiu afastando o perigo de soco. Com 49’, Wander arriscou de longe mais o arqueiro do Jacaré estava esperto para ficar com a bola e colocar fim nas emoções do jogo.

FICHA TÉCNICA

VILLA NOVA 1 X 2 BRASILIENSE  

Campeonato Brasileiro Série D 2020 –  Fase de grupos – Oitava rodada

22/10/2020, 19h, Estádio Castos Cifuentes – Nova Lima, Minas Gerais

Árbitro: William Machado Steffen-SC

A1: Marcyano da Silva Vicente-MG

A2: Helen Aparecida Gonçalves Silva Araujo-MG

4º árbitro: Murilo Francisco Misson Junior-MG

VILLA NOVA

Deola; Ramon, Maicon, Jean Carlos e Charles; João Paulo, Thallyson Lalau (Alef, depois Lorran) e João Lucas; Wander, João Guilherme e Raphael Silva (Lucas Grossi)

Técnico: Mancini

Gols: Wander (20’ 1T)

Cartões amarelos: Deola, Jean Carlos

BRASILIENSE

Fernando Henrique; Diogo, Badhuga, Keynan (Preto Costa) e Peu; Radamés (Aldo), W. Balotelli e Maicon Assis (Marcos Aurélio); Luquinhas (Renatinho), Zé Love (Peninha) e Romarinho

Técnico: Edson Souza

Gols: Zé Love (5’ 1T), Badhuga (28’ 1T)

Cartões amarelos: Zé Love

André Gomes/Brasiliense FC