Pela Série D, Brasiliense fica no empate em 1×1 com o Bahia de Feira – Brasiliensefc.com.br
pela-serie-d-brasiliense-fica-no-empate-em-11-com-o-bahia-de-feira

Pela Série D, Brasiliense fica no empate em 1×1 com o Bahia de Feira

pela-serie-d-brasiliense-fica-no-empate-em-11-com-o-bahia-de-feira

Foto: Marcelo Oliveira/Esp. Metrópoles

No primeiro duelo fora de casa pela fase de grupos da Série D, o Brasiliense Futebol Clube foi à Feira de Santana-BA, na noite desta quinta-feira (01/10), encarar o Bahia de Feira. Mesmo com um homem a mais durante boa parte do jogo, o Jacaré encontrou dificuldades no gramado sintético da Arena Cajueiro, e ficou no empate com a equipe da casa.

O tento do Bahia foi marcado por Bruninho, aso 15 do primeiro tempo. O Jacaré descontou aos 39’, com Marcos Aurélio cobrando pênalti. Com o resultado, a equipe amarela fica na quarta colocação, com quatro pontos. Já o tricolor de Feira, ocupa a quinta colocação com os mesmos quatro pontos.

O próximo compromisso do esquadrão amarelo será no próximo domingo (04/10), às 15h, contra o Atlético de Alagoinhas-BA (terceiro colocado), na Boca do Jacaré.

Primeiro tempo agitado

Se habituando ao gramado sintético, o Brasiliense iniciou concentrando o jogo no meio de campo, buscando conter a movimentação do Bahia de Feira, que por sua vez, não tinha pressa pra impor o ritmo de jogo. A primeira finalização do Jacaré saiu aos sete minutos, no chute de Balotelli, que saiu para fora sem oferecer riscos a meta do goleiro Alan. Os donos da casa responderam dois minutos mais tarde. Jarbas bateu falta fechadinha e Fernando Henrique deu um tapa na bola jogando para escanteio.

O campo molhando antes do jogo dificultava as jogadas de ambas as equipes, que viam as jogadas pararem em algum escorregão. Familiarizada com as condições, o Bahia conseguiu chegar ao gol. Com 15 minutos de bola rolando, Jaildo tabelou com Bruninho e finalizou dentro da área. Fernando Henrique defendeu e o no rebote Bruninho chutou no canto para abrir o marcador.

O Jacaré não se abalou com o gol e começou a se lançar com mais vontade ao ataque. Aos 18’, o Alan salvou o empate aos defender os chutes de Luquinhas e Marcos Aurélio. Aos 21’, Luquinhas recebeu pelo meio, carregou e soltou o pé de fora, mas a bola saiu por cima.

A parte final da primeira etapa era pura pressão amarela. Aos 30’, Marcos Aurélio cobrou falta e Alan se esticou para fazer a defesa. Com 37 minutos, o camisa 10 do Jacaré cobrou mais uma falta, e Bruninho desviou a bola com a mão dentro a área. O árbitro Diego Fernandes, com muita demora, marcou o pênalti e aplicou o segundo amarelo para o meia da equipe baiana, que foi expulso. Marcos Aurélio foi para a cobrança e converteu, empatando o duelo.

O Jacaré ainda teve a chance de virar nos acréscimos. Luquinhas pegou a sobra na cobrança de escanteio e bateu no canto. A defesa do Bahia tirou a bola em cima da linha.

Segunda etapa

Mesmo com a desvantagem numérica, o Bahia iniciou a segunda etapa buscando o ataque. Capone, aos três minutos, arriscou de longe e a bola saiu tirando tinta do travessão. O Jacaré respondeu logo em seguida. Mariano dividiu com o arqueiro Alan, na sobra, Luquinhas bateu em cima da marcação.

Aos 18’, Jefferson Maranhão cobrou escanteio, e Badhuga cabeceou firme no meio do gol, facilitando a defesa do arqueiro baiano. Com 23 jogados, Sandy soltou a bomba de fora, obrigando Alan a fazer uma bela defesa.

O Bahia teve uma grande chance de voltar à frente do placar. Aos 26’, Jaildo recebeu dentro da área, girou e bateu colocado. A bola parou na trave antes de ira para a linha de fundo.

Com um homem a mais, o Brasiliense dominava a posse de bola no campo ofensivo, e conseguia construir boas descidas. Aos 34’, Sandy ganhou no pé de ferro, chegou na linha de fundo e cruzou rasteiro. Luquinhas chegou para conferir, mas o desvio saiu fraca para fora.

Sem se arriscar, o time da casa apostava nas bolas paradas para chegar ao gol. Os 40’, Menezes cobrou falta pela esquerda, a bola caiu no cantinho e Fernando Henrique fez a defesa. Os 46’, Jarbas chutou da entrada a área e mais uma vez o goleiro do Jacaré apareceu para ficar com a bola.

Satisfeita com o empate, a equipe do Bahia esfriou o jogo e fez o tempo correr. O Jacaré buscava o ataque, mas não finalizava com êxito. Com esse cenário no finalzinho do jogo, Diego Fernandes apitou pela última vez decretando o empate por 1×1.

 

FICHA TÉCNICA

BAHIA DE FEIRA 1 X 1 BRASILIENSE

Campeonato Brasileiro Série D 2020 –  Fase de grupos – Terceira rodada

01/10/2020, 19h, Arena Cajueiro – Feira de Santana, Bahia

Árbitro: Diego Fernandes da Silva de Lima-PE

A1: José dos Santos Amador-BA

A2: Wesley Silva Santos-BA

4º árbitro: Wagner Fancisco Silva Souza-BA

BAHIA DE FEIRA

Alan; Ceará, Paulo Paraíba, Menezes e Cazumba; Jaildo, Jarbas, Bruninho e Capone; Ebinho (Léo Porto, depois Tico) e Danillo Bala (Kel Baiano)

Técnico: Arnaldo Lira

Gols: Bruninho (15’ 1T)

Cartões amarelos: Bruninho, Arnaldo Lira

Cartões vermelhos: Bruninho

BRASILIENSE

Fernando Henrique; Diogo (Esquerdinha), Badhuga, Keynan e Fernandinho; W. Balotelli (Sandy), Bruno Lima e Marcos Aurélio (Romário); Luquinhas, Jefferson Maranhão (Renatinho) e Mariano (Neto Baiano)

Técnico: Edson Souza

Gols: Marcos Aurélio (39’ 1T)

Cartões amarelos: Diogo

André Gomes/Brasiliense FC