Jogando melhor, Brasiliense só empata com o Atlético de Alagoinhas – Brasiliensefc.com.br
jogando-melhor-brasiliense-so-empata-com-o-atletico-de-alagoinhas

Jogando melhor, Brasiliense só empata com o Atlético de Alagoinhas

Reencontrando a Boca do Jacaré após quase sete meses, o Brasiliense Futebol Clube encarou o Atlético de Alagoinhas, na tarde deste domingo (4/10), pela quarta rodada da fase de grupos da Série D. Jogando melhor e agredindo mais o adversário, o esquadrão amarelo esbarrou na marcação e não conseguiu furar o sistema o defensivo. Com gol de Romarinho, o Jacaré ficou no empate em 1 x 1 com a equipe baiana, que anotou seu tento com Robert, de pênalti.

Com o resultado, o Jacaré estaciona na quarta posição no grupo, com cinco pontos. O Atlético chega aos sete, e ocupa a terceira colocação.

A equipe do Brasiliense volta a campo no próximo sábado (10/10), às 16h, contra o Plamas, na Boca do Jacaré.

Primeiro tempo agitado, mas sem gols

O jogo começou bem movimentado e com chances para abrir o placar por ambos os lados. A equipe baiana foi quem chegou primeiro, com um minuto. Jean recebeu o cruzamento de Vitinho e cabeceou para fora. O Jacaré respondeu logo em seguida, aos dois minutos. Luqinhas tabelou com Marcos Aurélio e serviu Jefferson Maranhão, que finalizou por cima da meta adversária.

Após o início intenso, o jogo começou a se concentrar em passes trocados no meio-campo. Com dificuldade para entrar na defesa, o Brasiliense arriscava as fichas nos chutes de fora. Aos 9’, Diogo bateu firme no canto esquerdo, mas Fábio Lima caiu bem para fazer a defesa.

Crescendo no jogo, o Brasiliense aplicou um bombardeio para cima do adversário. Aos 15’, Luquinhas foi lançado dentro da área, tirou a marcação e bateu em cima de Fábio Lima. Aos 17’, o arqueiro do Carcará errou na saída por cima e a bola sobrou para Diogo. O lateral bateu por cobertura e Mailson tirou em cima da linha. No minuto seguinte, Fábio Lima errou mais uma vez e Badhuga bateu rasteiro. Mais uma vez, a defesa tirou em cima da linha.

O Atlético respondeu aos 19’, no chute cruzado de Jean, que saiu sem ofereceu perigo ao gol amarelo. Aos 25’, Jefferson Maranhão recebeu frente a frente com o goleiro e não conseguiu chegar para completar a finalização.

A volta da parada técnica deixou o jogo com um ritmo mais lento e cadenciado. O Brasiliense construiu mais três chegadas antes do intervalo. Na primeira, aos 35’, Marcos Aurélio arriscou de longe. No lance seguinte, Esquerdinha cruzou rasteiro, Fábio Lima espalmou para o meio da área e Keynan bateu travado com a defesa que jogou para escanteio. Aos 47’, Marcos Aurélio invadiu a área, driblou o goleiro e na hora da finalização acabou recebendo um leve toque do marcador, que o árbitro Ivan Guimarães Junior julgou como lance normal.


0

Igualdade no placar

A equipe visitante voltou para o segundo tempo criando um pouco mais. Aos seis minutos, Felipinho bateu falta cruzada no meio do gol, facilitando a defesa de Fernando Henrique. Com o cronômetro marcando sete, Vitinho tentou cruzar e a bola bateu na mão de Bruno Lima dentro da área. Ivan Guimarães Junior assinalou o pênalti. Robert foi para a cobrança e converteu.

O Jacaré não sentiu o gol e logo se lançou ao ataque em busca do empate. Aos 15’, Romário recebeu no meio, arrancou e chutou de fora, mas a bola saiu para fora pelo lado esquerdo. Quatro minutos mais tarde, Fernando Henrique lançou Romarinho em velocidade, que invadiu a área e fuzilou para empatar o jogo.

O jogo passou a ficar aberto após os gols. Aos 27’, Vitinho invadiu a área e bateu por cima. Um minuto depois, Romarinho tirou a marcação com um drible de letra e bateu rasteiro no cantinho. Fábio Lima caiu bem para defender. Aos 30’, Russo finalizou de fora e Fernando Henrique encaixou sem dificuldades.

Aos 39’, o Jacaré recebeu uma falta na intermediária. Neto Baiano foi para a cobrança e soltou o pé no cantinho. O arqueiro do Carcará caiu para praticar a defesa. Logo depois, Naian bateu cruzado e Jean quase chegou na bola para conferir. Aos 42’, Romarinho dominou na pequena área, girou e finalizou para fora.

Já nos acréscimos, o Jacaré teve duas chances para virar e garantir a vitória. Aos 42’, novamente em cobrança de falta de Neto Baiano. Depois, na cabeçada de Badhuga desviada pela defesa. Após o apito final, o placar da Boca do Jacaré marcou 1 x 1 para o confronto.

Ficha técnica
Brasiliense 1 x 1 Atlético de Alagoinhas
Campeonato Brasileiro Série D 2020 –  Fase de grupos – Quarta rodada
04/10/2020, 15h, Boca do Jacaré – Taguatinga, Distrito Federal
Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Junior-AM
A1: Leila Moreira-DF
A2: Lucas Modesto-DF
4º árbitro: Maguielson Lima-DF

Brasiliense: Fernando Henrique; Diogo, Badhuga, Keynan (Renatinho) e Esquerdinha (Fernandinho); Bruno Lima, W. Balotelli e Marcos Aurélio (Romário); Luquinhas (Neto Baiano), Mariano (Romarinho) e Jefferson Maranhão. Técnico: Edson Souza
Gols: Romarinho (19’ 2T)
Cartões amarelos: W. Balotelli

Atlético de Alagoinhas: Fábio Lima; Edson (Iran), Mailson, Emerson e Felipinho; Leandro Sobral (Dionisio), Dedeco e Vitinho (Miller); Russo Reninha), Jean e Robert (Naian). Técnico: Agnaldo Liz
Gols: Robert (9’ 2T)
Cartões amarelos: Felipinho e Edson

O post Jogando melhor, Brasiliense só empata com o Atlético de Alagoinhas apareceu primeiro em Metrópoles.