Em casa, Brasiliense bate o Tupynambás e embala sequência de cinco vitórias seguidas – Brasiliensefc.com.br
em-casa-brasiliense-bate-o-tupynambas-e-embala-sequencia-de-cinco-vitorias-seguidas

Em casa, Brasiliense bate o Tupynambás e embala sequência de cinco vitórias seguidas

em-casa-brasiliense-bate-o-tupynambas-e-embala-sequencia-de-cinco-vitorias-seguidas

Foto: Gustavo Moreno/Especial Metrópoles

Na tarde deste domingo (25/10), o Brasiliense Futebol Clube recebeu a equipe do Tupynambás, e chegou a sua quinta vitória seguida no Grupo A6 da Série D. Com um primeiro tempo truncado, os gols saíram somente na segunda etapa. O Baeta abriu o placar com Fabinho Alves, mas o Jacaré chegou à virada com Romarinho e Peninha.

Com o resultado, o Brasiliense chega a 20 pontos e se consolida na segunda colocação do grupo. O Tupynambás permanece na sexta posição, com 10 pontos.

O próximo compromisso do Jacaré será fora de casa, no próximo domingo (01/11). O adversário será o Palmas, às 16h, no Estádio Nilton Santos.

Primeiro tempo truncado

Os primeiro 12 minutos foram sem efetividade. As equipes buscavam pressionar as saídas de bola e o jogo ficou concentrado no meio campo. Quando a primeira finalização da partida saiu, ela não ofereceu nenhum perigo de gol. Nunes arriscou de longe e o arqueiro Fernando Henrique só olhou a bola se perder pela linha de fundo.

O jogo seguiu no mesmo ritmo truncado até os 24 minutos, quando o Jacaré conseguiu sua primeira boa descida. Luquinhas recebeu pela direita, costurou a marcação e bateu cruzado. Arthur deu rebote, a zaga tentou tirar a bola que bateu em Luquinhas e por pouco não entrou no gol do Baeta.

Se no toque de bola o Jacaré não chegava ao gol, a qualidade de Peu nas cobranças de falta passou a ser uma das principais armas da equipe amarela. Aos 43’, o lateral cobrou com força pela direita e o goleiro Arthur teve dificuldades para fazer a defesa.

Segundo tempo mais movimentado

A segunda etapa começou com uma cara diferente. Com um minuto, Coquinho pegou a sobra na entrada da área e emendou o chute que saiu por cima. O Jacaré respondeu logo em seguida. Macon Assis escapou pela direita e rolou para trás. A zaga do Tupynambás cortou no momento exata que Marcos Aurélio iria finalizar com o gol aberto.

Aos 6’, Balotelli descolou um lançamento longo para Luquinhas, que dominou dentro da área e bateu rasteiro. O goleiro Arthur caiu firme e encaixou a bola. Três minutos depois, Fabinho Alves bateu colocado e a bola bateu na trave antes de para no fundo do gol, abrindo o placar para equipe visitante.

O Brasiliense chegou ao empate rapidamente. Aos 12’, Peu cobrou falta no travessão. No rebote Luquinhas tentou um voleio e na sobra, Romarinho chegou para empurrar a bola para o fundo do gol.

Aos 16’, Maicon Assis fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro. Romarinho apareceu para completar de letra, mas a finalização foi em cima de Arthur.

Peninha sai do banco e resolve o jogo

O Jacaré cresceu na partida e logo virou o placar. Aos 29’, Luquinhas arrancou pela esquerda e finalizou na trave, Peninha pegou o rebote e estufou a rede, fazendo 2×1 para o esquadrão amarelo.

O Tupynambás tentava reagir após sofrer a virada. Aos 34’, Bruno Vieira cobrou falta à meia altura, Vinicius desviou de peito e a bola saiu rente a trave direita. Aos 49’, Linhares teve a bola para empatar, mas finalizou por cima do gol. Fim de jogo: 2×1 para o Jacaré.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 2  X 1 TUPYNAMBÁS

Campeonato Brasileiro Série D 2020 –  Fase de grupos – Nona rodada

25/10/2020, 15h, Boca do Jacaré – Taguatinga, Distrito Federal

Árbitro: Dagoberto Silva Modesto-TO

A1: Lehi Sousa-DF

A2: Marconi de Souza Gonçalo-DF

4º árbitro: Rafael Diniz-DF

BRASILIENSE

Fernando Henrique; Diogo, Badhuga, Preto Costa e Peu; Bruno Lima, W. Balotelli e Maicon Assis (Peninha); Luquinhas (Mariano), Zé Love (Marcos Aurélio) e Romarinho (Renatinho)

Técnico: Edson Souza

Gols: Romarinho (12’ 2T), Peninha (29’ 2T)

Cartões amarelos: Zé Love, Preto Costa, Badhuga e Peu

TUPYNAMBÁS

Arthur; Lucas, Eduardo, Marcos Vinicius e Adriano Silva (Diego); Coquinho, Vinicius e Bruno Vieira (Wellington Batista); Fabinho Alves, Nunes (Marcus) e Ygor (Linhares)

Técnico: Guiba

Gols: Fabinho Alves (9’ 2T)

Cartões amarelos: Marcos Vinicius, Arthur, Nunes e Eduardo

André Gomes/Brasiliense FC