Brasiliense vence o Real e dá o primeiro passo rumo à final do Candangão – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-vence-o-real-e-da-o-primeiro-passo-rumo-a-final-do-candangao

Brasiliense vence o Real e dá o primeiro passo rumo à final do Candangão

brasiliense-vence-o-real-e-da-o-primeiro-passo-rumo-a-final-do-candangao

O Brasiliense saiu na frente, nos primeiros 45 minutos da semifinal do Candangão 2020. Em um clima escaldante, da tarde desta quarta-feira (19), a equipe amarela venceu o Real Brasília por 1×0, no Estádio Defelê, com gol de Zé Love, cobrando pênalti.  Com o resultado, o Jacaré pode perder até por um gol de diferença no jogo da volta, que a vaga na grande final estará carimbada.

A volta  será no próximo domingo (23), às 11h, no Estádio Mané Garrincha, com transmissão exclusiva da Rádio e TV Brasiliense

Clima quente, jogo frio

Dominando a posse de bola, a equipe do Jacaré já encaixou sua primeira descida com um minuto de jogo. Fernandinho escapou pela ala esquerda e cruzou para a área. Neto Baiano cabeceou e a bola se perdeu pela linha de fundo.  Após o ataque do Brasileense, as equipes sentiram o forte calor, que assolava o Defelê, e o ritmo do jogo seguiu lento e sem objetividade. O Jacaré tocava bola buscando achar espaços, e o Real esperava no campo de defesa.

Aos 24 minutos, o Real começou a acelerar o jogo. Davi Ceará cobrou escanteio e Gilvan cabeceou por cima do gol. Dois minutos depois, Davi Ceará tentou surpreender Fernando Henrique arriscando de fora no canto esquerdo, mas o arqueiro do Jacaré, ligado no lance, fez a defesa. Com 34 minutos de bola rolando, foi a vez de Léo Campos arriscar de longe. A bola desviou na defesa amarela e saiu pela meta esquerda.

Jacaré volta melhor

O ritmo do jogo voltou mais acelerado após o intervalo, mas ainda sem as equipes ameaçarem a defesa adversária. Aos 10’, o zagueiro Allef Nunes recebeu o segundo amarelo e foi expulso, ao fazer falta em Zé Love. Com um há mais em campo, o Jacaré passou a dominar as ações do jogo. Marcos Aurélio recebeu dentro da área, rabiscou e bateu por cima, aos 11 minutos.

Mesmo com a vantagem numérica dentro de campo e dominado a posse de bola, o Brasiliense encontrava dificuldades para penetrar na defesa do Real. A equipe apostava nos chutes de longe de Peninha, aos 18’, e Aldo, dois minutos depois, para chegou ao gol, mas sem êxito.

A bola parada também era uma arma em que o Jacaré apostava para furar o bloqueio azul. Aos 34’, Douglas cobrou falta pela direita, a bola desviou na defesa e o goleiro Arthur se esticou para defender. Dois minutos mais tarde, Marcos Aurélio levantou apara área, e Aldo apareceu para testar para o gol e parar nas mãos do arqueiro.

E foi na bola parada que o Jacaré conseguiu chegar ao gol, aos 44 minutos. Badhuga foi derrubado dentro a área e o pênalti foi marcado pelo árbitro Marcello Rudá. Zé Love foi para a cobrança e deslocou Arthur para fazer 1×0 e garantir a vitória da equipe visitante.

FICHA TÉCNICA

REAL BRASÍLIA 0 X 1 BRASILIENSE

Campeonato Candango 2020 –  Semifinal – Jogo de ida

19/08/2020, 15h30, Estádio Ciro Machado Espirito Santo (Defelê) – Brasília-DF

Árbitro: Marcello Rudá

A1: Lehi Sousa

A2: Lucas Modesto

4º árbitro: Matheus Moraes

REAL BRASÍLIA

Arthur; Gedeílson (Ayrton), Allef Nunes, Márcio e Léo Campos; Tiago Ulisses, Fábio Leite (Geovane) e Gabriel; Pedrinho (Wellington Sabão), Davi Ceará (Waldson)  e Gilvan (Júnior Chicão).

Técnico: Ariel Mamede

Cartões amarelos: Allef Nunes, Léo Campos, Márcio

Cartões Vermelhos: Allef Nunus

BRASILIENSE

Fernando Henrique; Railam, Badhuga, Rodrigo e Fernandinho; Bruno Lima (Douglas), Aldo, Esquerdinha (Peninha) e Marcos Aurélio; Zé Love e Neto Baiano (Romarinho)

Técnico: Márcio Fernnades

Gols: Zé Love (44’ 2T)

Cartões amarelos: Badhuga, Renatinho

André Gomes/Brasiliense FC