Brasiliense aplica goleada no Ceilândia e vence mais uma no Candangão – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-aplica-goleada-no-ceilandia-e-vence-mais-uma-no-candangao

Brasiliense aplica goleada no Ceilândia e vence mais uma no Candangão

brasiliense-aplica-goleada-no-ceilandia-e-vence-mais-uma-no-candangao

Em jogo isolado ainda válido pela terceira rodada do Candangão 2020, o Brasiliense, na Boca do Jacaré de portões fechados, enfrentou o Ceilândia. Empolgado pela goleada no último jogo, diante do Ceilandense, o esquadrão amarelo repetiu a dose e aplicou agora o placar de 5 a 0 sobre o Gato Preto. Desta vez, Bruno Oliveira, Manoel, duas vezes, Marcos Aurélio e Neto Baiano, sacramentaram mais uma goleada do Brasiliense na competição local.

Placar magro no primeiro tempo

Com toda pressão desde o início do jogo, o Brasiliense mostrava ambicioso para conseguir o primeiro gol do jogo desde o apito inicial. Tocando a bola de forma objetiva, jogadas pelas laterais tentavam acionar os atacantes, para colocarem a bola na rede.

Porém, o Ceilândia, com o sinal da defesa de alerta, começava a se fechar e buscar os contra ataques com os erros do Jacaré. E através de um erro, a equipe alvinegra conseguiu um pênalti a seu favor. Aos 19′, Badhiuga recuou a bola de forma fraca para Edmar Sucuri, que não teve tempo de reação e cometeu a penalidade. Mas, na batida, Paulinho cobriu fraco e facilitou a defesa do arqueiro amarelo.

A cobrança de pênalti perdida, deu uma intensidade maior na partida. Com maiores jogadas de perigo, o Brasiliense criava jogadas, em busca do primeiro gol. Forçando finalizações, a equipe conseguia, principalmente escanteios para chegar no tento inicial. E conseguiu. Aos 28 minutos, Peninha cobrou escanteio com maestria na cabeça do zagueiro Bruno Oliveira, que apenas escorou para a rede, abrindo o placar.

O resultado positivo, tirou a pressão das costas do Brasiliense, que cadenciava a partida com tranquilidade, tocando a bola e mantendo a posse até o final do primeiro tempo, com o placar em 1 a 0.

Abriu a porteira…

Em um ritmo mais intenso que no primeiro tempo, a rede começou a balançar com vontade a favor do Jacaré. Aos seis minutos, o segundo gol acabou saindo. Gleissinho recebeu pela esquerda e cruzou com perfeição para Manoel mandar de cabeça e ampliar o resultado.

E a pressão continuou, ocasionando mais gols. Aos 12′, Peninha roubou a bola no meio campo e deu um lindo passe para Manoel, que dominou no peito e mandou para a rede. O goleiro Kekey ainda desviou, mas não evitou que a bola entrasse e o terceiro gol do Jacaré acontecesse.

Entregue em campo, o Ceilândia apenas se defendia. O treinador Mauro Fernandes, aproveitando a facilidade ofensiva, fazia algumas mudanças táticas para deixar o time leve dentro de campo. E o fator, acabou facilitando para que o time chegasse no quarto gol aos 26 minutos, em cobrança de pênalti. Após confusão dentro da área, Romarinho acabou sendo derrubado. Na cobrança, Marcos Aurélio cobrou no canto esquerdo e fez o quarto gol da partida.

Buscando alcançar de novo uma grande goleada, o Jacaré não parava dentro de campo. Após ter entrado na reta final da partida, Neto Baiano, com apenas três minutos dentro de campo, marcou o quinto do Jacaré, aos 35 minutos, após aproveitar a falha do goleiro e mandar a bola devagarzinho para o gol e fechar o placar na Boca do Jacaré.

Agora é clássico

Com a vitória, o Brasiliense, agora com quatro jogos disputados, chega a terceira colocação com 10 pontos, dois atrás dos líderes Gama e Real Brasília. Agora, na busca pela liderança da competição, o Jacaré, terá pela frente o primeiro grande desafio na competição. No próximo sábado (15), às 15h30, a equipe amarela terá pela frente o Gama, no clássico local. O duelo será na Boca do Jacaré e com torcida liberada, desta vez.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 5 X 0 CEILÂNDIA

Campeonato Candango 2020 – 1ª fase – 3ª rodada

12/02/2020, 15h30, Boca do Jacaré, Taguatinga-DF

Árbitro: Maguelson Lima

A1: Kléber Alves

A2: Josieliton Silva

4º árbitro: Pedro Carlos

BRASILIENSE

Edmar Sucuri, Alex Murici (Carlinhos), Bruno Oliveira, Badhiuga e Gleissinho; Aldo (Romário), Esquerdinha, Peninha e Marcos Aurélio; Romarinho (Neto Baiano) e Manoel.

Técnico: Mauro Fernandes

Gols: Bruno Oliveira (28′ 1T), Manoel (6′ 2T e 12′ 2T), Marcos Aurélio (26′ 2T) e Neto Baiano (35′ 2T).

Cartões amarelos: Edmar Sucuri, Badhiuga e Esquerdinha.

CEILÂNDIA

Kekey, Jonatan, Felipe, Rogério e Felipe Alves; Haliver, Evandro, Gabriel e Bocão; Alex e Paulinho.

Técnico: Gauchinho

Cartões amarelos: Halyver e Evandro.