Confira o aproveitamento dos treinadores do Brasiliense em 2019 – Brasiliensefc.com.br
confira-o-aproveitamento-dos-treinadores-do-brasiliense-em-2019

Confira o aproveitamento dos treinadores do Brasiliense em 2019

confira-o-aproveitamento-dos-treinadores-do-brasiliense-em-2019

Durante a temporada 2019, o Brasiliense jogou 30 jogos oficiais em quatro competições, sendo uma local e três nacionais. Entre esses 10 meses de trabalho desenvolvidos até o fim da temporada, algumas coisas mudaram, entre jogadores e principalmente na comissão técnica, nesse segmento de trabalho desenvolvido.

Na comissão técnica, as mudanças foram bem efetivas. Nesta temporada, dois treinadores assumiram o clube, a ponto de qualificar e levar o trabalho em um rumo satisfatório. Enquanto Adelson de Almeida, no primeiro semestre guiou a equipe no candangão 2019 e Copa do Brasil, Ricardo Antônio foi responsável em comandar o Jacaré na reta final da competição local e nas competições nacionais do segundo semestre.

Sem um resultado pessoal satisfatório para ambos, a reportagem analisou e separou algumas estatísticas dos dois treinadores no comando do Brasiliense.

Era Adelson de Almeida

De volta ao Jacaré depois de muitos anos, Adelson de Almeida foi uma grande surpresa, quando saiu do Ceilândia para assumir o Brasiliense. Na passagem, que durou 15 jogos no Candangão 2019, o treinador conseguiu um aproveitamento de 10 vitórias, inclusive batendo um recorde de nove jogos seguidos sem sequer tomar um gol.

O fator empolgou, mas acabou aterrissando e parando no primeiro jogo da semifinal, quando perdeu para o Paracatu por 1 a 0, encerrando sua passagem entregando o time com uma situação delicada, apesar dos 73,3% de aproveitamento e apenas quatro gols sofridos, além dos 25 marcados.

No segundo semestre, chega Ricardo Antônio

Para o restante do candangão, um nome rapidamente cotado chegou ao Jacaré para levar a equipe no restante da temporada. O bicampeão candango pelo Luziânia Ricardo Antônio chegou nas vésperas de um decisivo duelo contra o Paracatu, aonde teria que reverter a desvantagem que foi criada no jogo da ida e que acabou sendo revertida em um emocionante jogo no Abadião, quando o Brasiliense venceu por 3 a 2 e se classificou para a decisão do campeonato.

Apesar de não ter levado o título local, Ricardo Antônio e sua comissão teve o desafio de dar vida ao Jacaré nas competições nacionais. Com a série D e a Copa Verde em pauta, o treinador infelizmente não teve o sucesso que pretendia, amargurando eliminações precoces – na segunda fase da série D e nas oitavas de final da Copa Verde -, assim encerrando a trajetória no Jacaré com 15 jogos disputados, sendo quatro vitórias, oito empates e três derrotas e um aproveitamento de 44,4%.

Agora sem treinador, a diretoria estuda quem será o novo profissional que comandará a equipe para a temporada 2020. Não foram especulados nomes, mas em breve o corpo diretivo anunciará quem será a comissão técnica que reiniciará os desafios do Jacaré no ano que vem.

Lucas Bolzan

Jornalista BrasilienseFC.com.br