Brasiliense X Campinense – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-x-campinense

Brasiliense X Campinense

Lúcio marca, e Brasiliense vence jogo de ida contra Campinense

Zagueiro fez o único gol da vitória do Jacaré nas oitavas da Série D. Partida de volta será disputada no próximo dia 25, na Paraíba

Cada passo dado pelo Brasiliense aproxima o atual vice-campeão candango da Série C. Na tarde deste sábado (16/6), no Estádio Abadião, o clube do DF venceu o Campinense-PB por 1 x 0 pelas oitavas de final da Quarta Divisão do Campeonato Brasileiro. De cabeça, o capitão Lúcio (foto em destaque) foi o responsável pela importante conquista.

No próximo dia 25, uma segunda-feira, o Jacaré estará em Campina Grande (PB) para decidir quem avançará às quartas de final da competição, e ficará a dois jogos do acesso à Terceira Divisão.

Álbuns de figurinhas da Copa do Mundo eram folheados enquanto o Brasiliense enfrentava dificuldade para furar o consistente modus operandi dos paraibanos. O meio de campo era uma área de batalha, o que não resultou em muitas finalizações.

Chegar às oitavas de final significa enfrentar um adversário mais complicado. Como visitante, o Campinense escolheu os contra-ataques. Esses eram rápidos e eficientes. Mas os desarmes do Jacaré, principalmente com Gabriel do lado direito, evitaram o pior.

Veja fotos do duelo

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Mais cansados, os jogadores do rubro-negro partiram menos para o gol de Edmar Sucuri nos últimos minutos do primeiro tempo. Tanto que o Brasiliense teve quatro escanteios consecutivos, nenhum aproveitado.

A falta de criatividade e inspiração eram latentes, principalmente quando Erick Flores recebia a bola. Muito criticado, o camisa 10 deu lugar a Filipe Cirne, e o Brasiliense ganhou mais velocidade e qualidade.

Assim, aos 33 minutos do segundo tempo, depois de tanto insistir, o Jacaré chegou ao gol. Lúcio subiu no meio de toda a confusão na área paraibana e, de cabeça, desviou cobrança de falta.

Até então pouco preocupado com a velocidade de reposições de bola, o Campinense passou a ter pressa. Tardiamente, porém.

BRASILIENSE (1)
Edmar Sucuri; Gabriel, Preto Costa, Lúcio e Wellington Saci; Aldo, Radamés e Erick Flores (Filipe Cirne); Tartá (Peninha), Nunes e Romarinho (Michel Platini)
Técnico: Ailton Ferraz

CAMPINENSE (0)
Jefferson; Alex, Willian, Rafael e Felipe; David, Gustavo, Fábio (Jackson) e Eduardo; Thiago (Marcinho) e Danillo (Marcelinho)
Técnico: Ruy Scarpino

Gol: Lúcio, aos 33 minutos do segundo tempo
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Estádio: Abadião, em Ceilândia
Cartões amarelos: Radamés e Gabriel (Brasiliense); Alex e Felipe (Campinense)
Público e renda: não divulgados

 

Assista os melhores momento: