Brasiliense X Campinense – Brasiliensefc.com.br
brasiliense-x-campinense

Brasiliense X Campinense

Lúcio marca, e Brasiliense vence jogo de ida contra Campinense

Zagueiro fez o único gol da vitória do Jacaré nas oitavas da Série D. Partida de volta será disputada no próximo dia 25, na Paraíba

Cada passo dado pelo Brasiliense aproxima o atual vice-campeão candango da Série C. Na tarde deste sábado (16/6), no Estádio Abadião, o clube do DF venceu o Campinense-PB por 1 x 0 pelas oitavas de final da Quarta Divisão do Campeonato Brasileiro. De cabeça, o capitão Lúcio (foto em destaque) foi o responsável pela importante conquista.

No próximo dia 25, uma segunda-feira, o Jacaré estará em Campina Grande (PB) para decidir quem avançará às quartas de final da competição, e ficará a dois jogos do acesso à Terceira Divisão.

Álbuns de figurinhas da Copa do Mundo eram folheados enquanto o Brasiliense enfrentava dificuldade para furar o consistente modus operandi dos paraibanos. O meio de campo era uma área de batalha, o que não resultou em muitas finalizações.

Chegar às oitavas de final significa enfrentar um adversário mais complicado. Como visitante, o Campinense escolheu os contra-ataques. Esses eram rápidos e eficientes. Mas os desarmes do Jacaré, principalmente com Gabriel do lado direito, evitaram o pior.

Veja fotos do duelo

Image00026
Image00025
Image00024
Image00022
Image00021
Image00019
Image00018
Image00017
Image00015
Image00016
Image00014
Image00013
Image00012
Image00010
Image00009
Image00008
Image00003
previous arrow
next arrow
Image00026
Image00025
Image00024
Image00022
Image00021
Image00019
Image00018
Image00017
Image00015
Image00016
Image00014
Image00013
Image00012
Image00010
Image00009
Image00008
Image00003
previous arrow
next arrow

Mais cansados, os jogadores do rubro-negro partiram menos para o gol de Edmar Sucuri nos últimos minutos do primeiro tempo. Tanto que o Brasiliense teve quatro escanteios consecutivos, nenhum aproveitado.

A falta de criatividade e inspiração eram latentes, principalmente quando Erick Flores recebia a bola. Muito criticado, o camisa 10 deu lugar a Filipe Cirne, e o Brasiliense ganhou mais velocidade e qualidade.

Assim, aos 33 minutos do segundo tempo, depois de tanto insistir, o Jacaré chegou ao gol. Lúcio subiu no meio de toda a confusão na área paraibana e, de cabeça, desviou cobrança de falta.

Até então pouco preocupado com a velocidade de reposições de bola, o Campinense passou a ter pressa. Tardiamente, porém.

BRASILIENSE (1)
Edmar Sucuri; Gabriel, Preto Costa, Lúcio e Wellington Saci; Aldo, Radamés e Erick Flores (Filipe Cirne); Tartá (Peninha), Nunes e Romarinho (Michel Platini)
Técnico: Ailton Ferraz

CAMPINENSE (0)
Jefferson; Alex, Willian, Rafael e Felipe; David, Gustavo, Fábio (Jackson) e Eduardo; Thiago (Marcinho) e Danillo (Marcelinho)
Técnico: Ruy Scarpino

Gol: Lúcio, aos 33 minutos do segundo tempo
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Estádio: Abadião, em Ceilândia
Cartões amarelos: Radamés e Gabriel (Brasiliense); Alex e Felipe (Campinense)
Público e renda: não divulgados

 

Assista os melhores momento: