Iporá X Brasiliense – Brasiliensefc.com.br
ipora-x-brasiliense

Iporá X Brasiliense

Brasiliense busca empate heroico e encaminha classificação na Série D

O Jacaré está com oito pontos e é o segundo colocado do grupo A10. Próximo jogo será em casa, no dia 27/5

Ítalo Ramalho, Especial para o Metrópoles, de Iporá (GO) – Superação. Essa foi a palavra de ordem no Brasiliense na tarde deste domingo (20/5), no Estádio Ferreirão, na cidade de Iporá (GO). Até o início do segundo tempo, o Jacaré perdia por 2 a 0 para a equipe da casa.

Depois de ter um pênalti defendido pelo goleiro Edmar Sucuri, buscou o empate com gols de Nunes e Reinaldo, no fim da partida. O resultado deixou a equipe dependendo somente das próprias forças para se classificar à próxima fase.

A primeira chance real de gol no jogo surgiu aos 25 minutos do primeiro tempo, a favor do Iporá. A equipe goiana chegou em cobrança de falta de longa distância, efetuada pelo lateral esquerdo Danilo, em que o goleiro Edmar Sucuri fez grande defesa para salvar a meta do Jacaré.

[slide-anything id=’1275′]

A resposta do Brasiliense veio aos 33 minutos, em grande lance do zagueiro Lúcio. O pentacampeão mundial recebeu de Erik Flores na entrada da área, dominou no peitou e virou de primeira, batendo de voleio, para grande defesa do goleiro Cleriston. Na sequência, aos 34 minutos, Erik Flores chutou de longe para outra boa intervenção do goleiro do Lobo Guará.

O primeiro gol do jogo foi marcado pelo clube goiano aos 40 minutos do primeiro tempo. Saulo, na entrada da área pelo lado esquerdo, bateu por cima do goleiro Edmar Sucuri e acertou o travessão. No rebote, sem deixar a bola cair, Rodrigo Alves completou de cabeça para fazer um a zero.

 

Gol anulado
Romarinho chegou a marcar aos 42 minutos o que seria o gol de empate do Jacaré, após bate e rebate na área, mas o assistente assinalou impedimento do atacante. Aos 47 minutos da primeira etapa, Peninha ainda chutou de perna esquerda, da meia lua da grande área, mas O goleiro segurou firme, para garantir a vitória parcial do Iporá.

No segundo tempo, o Jacaré voltou pressionando em busca do gol de empate. Aos 2 minutos, Patrick chegou batendo cruzado e o goleiro espalmou para escanteio. Após a cobrança, Romarinho cabeceou na rede pelo lado de fora.

Depois de jogada individual de Rodrigo Alves pelo lado direito, o meia da equipe goiana foi derrubado por Morais, dentro da área. Pênalti batido por Preto, que o goleiro Edmar Sucuri defendeu, aos 14 minutos do segundo tempo. No lance, o árbitro da partida também assinalou invasão do ataque do Iporá e concedeu a posse de bola à equipe do Distrito Federal.

O segundo gol do Iporá saiu aos 20 minutos do segundo tempo. Após cobrança de escanteio efetuada por Rodrigo Alves, Ricardo Lima tentou completar de letra para o gol e a bola sobrou para Roger Braga completar para as redes de perna direita.

Reação brasiliense
Após chute a gol de Erik Flores defendido pelo goleiro, o árbitro viu toque de mão do lateral Flávio Meneses e marcou pênalti para o Jacaré. Nunes cobrou, o goleiro defendeu, mas no rebote o próprio Nunes bateu para marcar, aos 39 minutos, fazendo dois a um.

Em jogada pela esquerda Wellington Saci cruzou e Reinaldo cabeceou para boa defesa do goleiro, que espalmou para escanteio. Depois da cobrança, Reinaldo subiu novamente, dessa vez para marcar o gol de empate, aos 43 minutos do segundo tempo, decretando o empate de dois a dois.

Autor do gol de empate, Reinaldo afirmou após a partida que em nenhum momento a equipe desistiu do jogo e que o empate deveria ser comemorado, devidos às condições da partida: “Quando se joga em time grande nunca pode desistir. Sempre jogamos em busca da vitória e apesar de ter sido empate, o sabor foi de vitória pelas circunstâncias do jogo”.

Com o resultado o Brasiliense se garante na segunda posição do grupo, independentemente do resultado da partida entre Dom Bosco e Corumbaense. De acordo com o regulamento do Campeonato Brasileiro Série D, se classificam à Segunda Fase o líder de cada grupo e os 15 melhores segundos colocados, entre os 17 grupos. Antes do início da rodada, o Brasiliense tinha a terceira melhor campanha entre segundos colocados de todos os grupos.

Na última rodada , a equipe enfrenta o Dom Bosco (MT), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, no próximo domingo (27), às 18h.

Ficha técnica:

IPORÁ-GO (2)

Cleriston; Flávio Menezes, Roger Braga, Ricardo Lima e Danilo Ribeiro; Bosco, Júnior Capixaba, Renato Xavier e Rodrigo Alves; Preto (Hugo) e Saulo.

Técnico: Gilberto Pereira

BRASILIENSE (2)

Edmar Sucuri; Patrick, Lúcio, Preto Costa e Wellington Saci; Aldo, Erik Flores (Michel Platini) 42’, Peninha e Morais (Tartá) 23’; Romarinho (Reinaldo) 16’ e Nunes

Técnico: Aílton Ferraz

Gols: Rodrigo Alves, aos 40 minutos do primeiro tempo. Rodrigo Braga aos minutos do segundo tempo; Nunes, aos 39 minutos e Reinaldo, aos 43 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Rodrigo Alves, Ricardo Lima, Júnior Capixaba, Flávio Meneses e Renato Xavier (Iporá); Aldo, Erik Flores e Nunes (Brasiliense).

Árbitro: Tiago Nascimento dos Santos (PE)

Estádio: Ferreirão

Público: 828 pagantes / 926 presentes

Renda: R$ 18.525,00