Home » Notícias » 2018 & Campeonato Candango

2018 Campeonato Candango
Luziânia vence Brasiliense no primeiro jogo da semifinal do Candangão
VITOR DE MORAES - ESPECIAL PARA O METRÓPOLES
25/03/18 - 18h24
Daniel Ferreira / Metrópoles.com

O Brasiliense correrá contra o tempo no segundo jogo da semifinal do Candangão. Na tarde deste domingo (25/3), no Estádio Serra do Lago, o atual campeão foi derrotado pelo Luziânia, por 1 x 0, e chegará em desvantagem na partida de volta, na próxima quarta-feira (28), em local ainda indefinido.

O prejuízo, porém, não é dos piores. Se vencer por um gol de diferença, o elenco comandado por Ailton Ferraz vai à decisão. "Saímos atrás, mas não tem nada perdido. Nosso time é experiente e sabe lidar com essa situação", minimizou o lateral-esquerdo Gerson.

Bem diferente do 1 x 1 na primeira fase, o Luziânia viu a arquibancada tomada pelas cores azul e branco. A sequência de fogos de artifício estourados na entrada dos jogadores foi digna de Ano-Novo.
O Brasiliense sentiu a pressão. Logo no início, Gilmar, dúvida até instantes antes do início do jogo, quase fez um gol olímpico. Edmar Sucuri se esticou e, com os pés, evitou.

Com Souza no banco e Aldo improvisado na lateral-direita (Patrick segue em recuperação, assim como o zagueiro Badhuga), o Jacaré também levou para a semifinal a vantagem de decidir em casa e de se classificar em caso de empate na soma dos placares.

A situação mudou, entretanto, quando, aos 33, China, de perna esquerda, acertou um potente chute no ângulo direito de Edmar Sucuri. Outras investidas dos goianos levaram perigo ao goleiro, afastadas pela zaga. Luquinhas, Zizu e Gerson, de falta, tiveram chance de empatar - sem sucesso.

Sucuri salva
Souza substituiu Acerola no meio, e Ailton Ferraz voltou mais ofensivo. O próprio meia teve chance de empatar no primeiro minuto do segundo tempo, mas tentou "dar" o gol para Nunes e acabou jogando fora a oportunidade.

O vento a favor fez o Luziânia desacelerar. Correr não era tão preciso, com o 1 x 0 no placar. A velocidade aumentava em contra-ataques, que foram muitos. A conta do Brasiliense só não saiu mais negativa porque Edmar Sucuri fez hora extra.

Pela manhã, o Sobradinho bateu o Ceilândia por 3 x 1 e poderá perder por um gol de diferença no segundo jogo, na quarta-feira (28), para chegar à decisão.

LUZIÂNIA (1)
Márcio Fernandes; Ronaldo (Clayton), Perivaldo, Rodrigo Barros e Vinícius (Weberty); Castro Jr., Diego, David e Gilmar; Índio e China
Técnico: Jairo Araújo

BRASILIENSE (0)
Edmar Sucuri; Aldo (Gabriel), Welton Felipe, Wallace e Gerson; Radamés, Acerola (Souza) e Zizu; Reinaldo, Nunes e Luquinhas (Filipe Cirne)
Técnico: Ailton Ferraz

Gols: China, aos 33 minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Gilmar (Luziânia)
Árbitro: Rodrigo Raposo
Estádio: Serra do Lago
Público: 2.610 presentes
Renda: R$ 7.610

Veja mais notícias sobre: 2018 & Campeonato Candango